24/11
CBOT
BM&F

Soja
US$ 10,32 (JAN15)
R$ 23,10 (MAI15)

Milho
US$ 3,67 (DEZ14)
R$ 30,89 (JAN15)



Abobrinha: Como Plantar

Visitas: 11822
Comentários: 4

Abobrinha: Como Plantar
28/08/09 - 23:12 
Consultor Geovani Bernardo Amaro*
 

Uma boa alternativa para quem planeja iniciar, ou ampliar, a atividade de horticultura é o plantio de abobrinha. Adaptada a uma larga faixa de temperatura, mas sobretudo aos graus mais elevados, a hortaliça ainda tem a seu favor a aceitação do brasileiro. Refogada, assada, frita ou empanada, entre tantas outras receitas culinárias, ela é preparada em todo o país.

Além de apreciada pelo sabor e textura leve, a abobrinha ainda conta com propriedades benéficas à saúde. Seu consumo é indicado por apresentar fácil digestão, capacidade de aliviar enjoos de gravidez e também de regular o trânsito no intestino. Cerca de 94% da hortaliça é pura água.

Há duas espécies da hortaliça, ambas de formato cilíndrico e pertencentes à família das cucurbitáceas. De porte pequeno, a abobrinha italiana (Cucurbita pepo) tem crescimento rápido e precoce. Já a menina-brasileira (C. moschata) apresenta desenvolvimento variado. As cores são diversas, porém a verde-clara é a mais procurada entre as opções oferecidas no varejo.

No Norte, no Nordeste e em grande parte das regiões Sudeste e Centro-Oeste, não importa a época do ano para começar o cultivo da abobrinha. Por sua vez, nos estados do Sul, onde o frio é mais intenso no inverno, o plantio vai bem a partir de agosto.

O local do surgimento da hortaliça é incerto, mas atribui-se sua origem às regiões tropicais, do sul dos Estados Unidos ao Peru. Antes de os colonizadores chegarem ao continente americano, povos nativos já haviam experimentado o manejo em terras locais.

RAIO X

SOLO: areno-argiloso, com pH de 6 a 6,5, profundo e bem drenado
CLIMA: temperatura entre 20 e 35 graus célcius
ÁREA MÍNIMA: canteiros de um metro quadrado já são suficientes
COLHEITA: para a abobrinha italiana, a partir de 40 dias após o plantio; para a brasileira, 75 dias
CUSTO: o pacote de 5 gramas com cerca de 50 sementes custa de R$ 2,00 a R$ 2,50
 
MÃOS À OBRA

INÍCIO - a abobrinha é propagada por sementes, que podem ser compradas em lojas de produtos agropecuários e também em supermercados. Para o plantio de um hectare, são necessários de 4 a 5 quilos de sementes. Fique atento quanto à época do cultivo. As abobrinhas não toleram baixas temperaturas e são sensíveis a geadas. Elas preferem regiões com temperatura no patamar de 20 a 35 graus célsius.
 
CULTIVARES - há diversas cultivares disponíveis no mercado brasileiro, mas entre as do tipo italiana se destacam a caserta, clarita e clarinda, os híbridos F1 novita, novita plus, samira, yasmim, híbrido mazourka e as abobrinhas de tronco branca, caserta e clara. No grupo da abobrinha brasileira, as principais são menina-brasileira, minipaulista, brasileirinha, menina-brasileira precoce, vitória e os híbridos F1 daine e sandy.

IRRIGAÇÃO - em períodos de escassez de chuva, fazer irrigações regulares na quantidade aproximada de 4 a 8 litros por cova ou metro de sulco. Caso contrário, em uma semana a produtividade pode ser prejudicada e pode causar deformação de frutos. Plantas novas, solos arenosos e temperaturas elevadas exigem irrigações mais frequentes e em menores quantidades. Plantas adultas e solos argilosos devem ser irrigados com intervalos mais espaçados, porém com maior quantidade de água. Evite regas e pulverizações no período da manhã, para não interferir no processo de polinização realizado pelos insetos.

PLANTIO - coloque três sementes por cova ou distribua-as nos sulcos preparados previamente. Quando nascerem duas folhas, faça o desbaste deixando duas plantas por cova. Se a opção for por mudas oriundas de bandejas, há economia de sementes e a "pegada" da planta tende a ser mais vigorosa. Entre 20 e 25 dias após a semeadura, quando a muda estiver com 4 a 5 folhas, é hora de a transplantar para o local definitivo.

ESPAÇAMENTO - de acordo com a variedade, há indicações diferentes de espaçamento. Para a caserta, por exemplo, deve ser de 1 x 0,7 metro e para a clarita e a clarinda, de 1 x 1,2 metro. Se a opção for a menina-brasileira, então é recomendado 3 x 3 metros, para a minipaulista, 4 x 2 ou 2,5 metros.

ADUBAÇÃO - a adubação e a calagem, para aumentar o índice de saturação em bases para 70%, devem ser feitas a partir do diagnóstico da análise do solo. O pH ideal para a abobrinha oscila entre 6 e 6,5. Duas semanas antes da semeadura, misture na cova ou sulco de 100 a 150 gramas de formulação NPK 4-14-8, junto com um quilo de adubo bovino curtido. Reduza as medidas pela metade se utilizar NPK 4-30-16 e esterco de aves. Também é comum plantar abobrinha onde outras hortaliças foram manejadas, a fim de aproveitar o adubo residual. Faça ainda a adubação em cobertura na época de floração e frutificação. Use de 3 a 5 gramas de nitrogênio e de 15 a 25 gramas de sulfato de amônio por cova ou ainda formulação NPK 20-0-20.

CUIDADOS - oídio, viroses, fitófitora e podridão-dos-frutos são as principais doenças que ocorrem na plantação. Entre as pragas, estão vaquinhas, brocas e minador. A ocorrência de doenças e pragas pode ser reduzida com bom manejo combinado com uso de sementes sadias. Exceto o pimentão, a rotação de culturas é indicada. O uso de defensivos agrícolas só é recomendado para atividades comerciais e com acompanhamento técnico. Vale lembrar que os produtos permitidos para uso são apenas aqueles registrados para a cultura pelo Ministério da Agricultura e Pecuária. O controle de mato é realizado por meio de duas a quatro capinas.

PRODUÇÃO - a abobrinha italiana está pronta para ser colhida de 40 a 60 dias após o plantio ou de 5 a 7 dias depois do início da floração, quando tem 20 centímetros de comprimento. A brasileira leva um pouco mais de tempo: 75 dias para atingir 25 centímetros de comprimento. A produtividade varia de 10 a 20 toneladas por hectare.

Onde comprar: as sementes podem ser adquiridas em lojas de produtos agropecuários e em supermercados; as mudas são vendidas por viveiristas da região.

Mais informações: para mais informações sobre cultivo de abobrinha, entre em contato com a Emater - Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do seu estado.
 
*Geovani Bernardo Amaro é engenheiro agrônomo, doutor em genética e melhoramento de plantas e pesquisador da Embrapa Hortaliças.

Página gerada em: 25/11/2014 18:30:28 - (5 min)

Notícias relacionadas

25/11/14 » Tempo chuvoso em várias regiões
25/11/14 » Itália: Ministro da Agricultura defende apoio contínuo aos agricultores e pescadores
25/11/14 » Inscrições para a 40ª edição da Foodex estão abertas
25/11/14 » Frutas devem ficar mais caras com proximidade das festas
24/11/14 » Produtores rurais da região debatem gestão, tecnologias e mercado

Comentários (4)

Comente esse conteúdo preenchendo o formulário abaixo e clicando em enviar






- Opiniões expressas nesse ambiente são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representam o posicionamento do Portal Agrolink.

04/08/2014 às 10:28h - Ola, gostaria de saber se depois da colheita da abobrinha esse mesmo pé continua a produzir. (cristina nascimento)

05/10/2013 às 07:40h - amigo quero plantar abobrinha como faço qual a epoca ( daniel)

01/07/2013 às 06:50h - 01/07/2013-eu plantei 500 metros de abobrinha "menina brasileira" mas dexei o espassamento de 1 metro e meio vou ter boplemas. (marcelo da silva)

13/05/2012 às 08:20h - Junho é uma boa época para plantar a abobrinha italiana. Acabei de colher milho e a terra ficará parada até final agosto. De uma planta para a outra, qual é o espassamento, eu não entendi. (J. Carlos)