28/07
CBOT
BM&F

Soja
US$ 12,39 (AGO14)
R$ 68,04 (AGO14 )

Milho
US$ 3,68 (SET14)
R$ 24,49 (NOV14 )


Fertilizantes


Potássio (K)

O potássio é um elemento químico de símbolo K (do latim Kalium, nome original da sua base KOH), número atômico 19 (19 prótons e 19 elétrons), metal alcalino, de massa atómica 39 u, , abundante na natureza, encontrado principalmente nas águas salgadas e outros minerais (Figura 1). Oxida-se rapidamente com o oxigênio do ar, é muito reativo especialmente com a água e se parece quimicamente com o sódio.

 

 

Figura 1 - Potássio (Clique na imagem para ampliá-la).

 

Aplicações:

Tem várias aplicações tais como é o metal empregado em células fotoelétricas; o cloreto de potássio e o nitrato de potássio são empregados como fertilizantes; O peróxido de potássio é usado em aparatos de respiração de bombeiros e mineiros, O nitrato também é usado na fabricação de pólvora, o cromato de potássio e o dicromato de potássio em pirotecnia.

Ação biológica:

Hortaliças como beterraba e couve-flor e frutas como a banana, damasco, cereja, ameixa, pêssego são alimentos ricos em potássio. É um elemento, também, essencial para o crescimento das plantas, sendo um dos três elementos consumidos em maior quantidade. O íon potássio, encontrado na maioria dos tipos de solo, intervém na respiração.

Fontes:

O potássio é o sétimo elemento mais abundante na natureza. Bastante insoluvel, smedo difícil obter o metal puro a partir dos seus minerais. A principal fonte de potássio é a potassa, extraída, entre outros locais, na Califórnia, Novo México e Utah nos Estados Unidos, e Alemanha.

Formas de K no solo:

- K - trocável;

- Adsorvido à argila e à matéria orgânica: R-COO  K;

- SiO  K;

- AlO  K;

- FeO K;

- K da matéria orgânica;

- K no interior da matéria orgânica;

- K da soluço do solo: K na fase líquida.

Formas de Absorção pelas culturas:

O potássio (K) é absorvido pelas plantas na forma de íon  K+ . As plantas absorvem o potássio da solução do solo, cuja concentração é mantida pelo equilíbrio com o potássio retido nos sítios de troca (trocável). Entretanto, quando concentração de K na solução atinge valores muito baixos, pode haver difusão de parte do potássio contido nas estruturas dos argilominerais e dissolução dos minerais primários que contém K, indicando que as formas de K não trocáveis são potencialmente disponíveis para as plantas.

Funções do K nas plantas:

É um elemento muito móvel nas plantas, tanto dentro da célula individual, como dentro de tecidos.O potássio não é constituinte de nenhuma molécula orgânica no vegetal, entretanto contribui em varias atividades bioquímicas sendo um ativador de grande numero de enzimas, regulador da pressão osmótica (entrada e saída de água da célula),abertura e fechamento dos estômatos. O potássio é importante na fotossíntese, na formação de frutos, resistência ao frio e às doenças.
das plantas.

Perdas de K nos solos:

Na solução do solo, o potássio é móvel e, também, sujeito às perdas por lixiviação, ocorrendo principalmente em solos ácidos e com baixa CTC, erosão, remoção por colheitas.

Fertilizantes Potássicos

- Cloreto de potássio (KCl) ;

- Sulfato de potássio: (K2SO4);

- Sulfato de potássio e magnésio ("K-Mg");

- Nitrato de potássio (KNO3);

- Salitre Potássico (KNO3 e NaNO3).

Dinâmica do potássio no solo:

Os fertilizantes potássicos são altamente solúveis, O K+ é retido pelos colóides do solo por meio da capacidade de troca catiônica CTC. Em solos argilosos, o potássio permanece relativamente próximo do ponto de aplicação, a lixiviação ocorre com maior intensidade nos solos de textura média a arenosa, os quais geralmente possuem CTC mais baixa. O K+ não é um nutriente fixado nos solos como o fósforo (P) (Figura 2).

 

Figura 2 - Dinâmica do potássio no solo.

 

Sintomas de deficiência de potássio nas plantas:

Em solos deficientes de potássio, ocorre o acamamento das plantas. Palha e caules fracos surgem quando os níveis de nitrogênio são altos e os níveis de potássio são baixos. Na deficiência do potássio, ocorre clorose das folhas mais velhas, seguida de necrose nas margens das folhas, inicialmente nas mais velhas. Quando a necrose atinge a nervura da folha, esta curva-se para baixo, seguida de sua queda prematura. A floração atrasa e ocorre diminuição no tamanho dos frutos, com redução significativa da área verde foliar, afetando a fotossíntese (Figura 3).

 

     

Figura 3 - Sintomas de deficiência de potássio em plantas.

 

 

 

 

 

Ecila Maria Nunes Giracca                            José Luis da Silva Nunes

Eng. Agrª, Drª em Ciência do Solo               Eng. Agrº, Dr. em Fitotecnia