31/08
CME
BM&F

Soja
US$ 8,82 (31/08)
n.d.

Milho
US$ 3,73 (31/08)
R$ 32,39 (31/08)

Notícias


Imagens de satélite vão denunciar erros em demarcações indígenas

Visitas: 4220
Comentários: 3

Imagens de satélite vão denunciar erros em demarcações indígenas
12/12/13 - 14:19 
A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) revelou que está trabalhando na produção de provas e comprando imagens de satélite para apontar erros em demarcações de terras indígenas. As evidências comprovariam que em 1988 – ano em que foram definidas as terras que eram ocupadas pelos nativos – essas áreas já eram utilizadas para agropecuária.
 
“É revoltante o que fizeram em estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul. Vamos mostrar que aquelas áreas já estavam abertas, com pastagem, campo nativo, culturas perenes”, discursou a presidente da entidade, senadora Kátia Abreu, que participou da audiência pública sobre o tema essa semana.
 
Kátia afirma que a CNA pretende verificar se, em 1988, havia de fato índios produzindo naqueles lugares. “Vamos pegar imagens de satélite e, a partir delas, dizer o que foi feito errado e promover ações rescisórias. Suiá-Missú é o primeiro caso em que vamos entrar com ação rescisória”, adiantou.
 
Segundo o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária FPA, deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS), são “quase 500 processos no Brasil, e isso gera aflição de pequenos, médios e grandes produtores. São cidades que estão sendo destruídas. Queremos ajudar a questão indígena, mas não desse jeito como seus líderes estão querendo”, explicou.
 

Agrolink
Autor: Leonardo Gottems
Página gerada em: 01/09/2015 23:22:55 - (5 min)

Notícias relacionadas

01/09/15 » O cotonicultor no foco da Monsanto
01/09/15 » História e futuro da febre aftosa no RS são tema de Fórum
01/09/15 » Porteiras abertas para o Cadastro Rural
01/09/15 » ACSURS desenvolve ações de incentivo ao consumo da carne durante a 38ª Expointer
01/09/15 » Expointer 2015 – Energia solar é alternativa para a propriedade rural

Comentários (3)

Comente esse conteúdo preenchendo o formulário abaixo e clicando em enviar






- Opiniões expressas nesse ambiente são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representam o posicionamento do Portal Agrolink.

27/08/2015 às 08:38h - Ministra Katia, na Suiá-Missú, do Leste Matogrossense, nunca teve um índio nesta área. Conheço a região desde 1981. Muitos sonhos de centenas de pequenos produtores rurais foram destruídos. (Selvino Faccio)

17/12/2014 às 10:09h - Concordo que os indígenas tenham um tratamento diferenciado. Não concordo que este direito gere prejuízos para famílias que construíram seu patrimônio, produzem e são brasileiros com direitos iguais, como apregoa a Constituição, que assim discrimina esta prerrogativa. Se terra é para quem nela vive e nela produz e dela tira o seu sustento" porque prejudicar tantas famílias, para distribuir extensas áreas para "Tribos" que não mais se caracterizam mais como extrativistas. Parabéns, esses brasileiros necessitam da intervenção de representantes com bom senso que ponham um fim a estas arbitrariedades. (Jacinto)

21/01/2014 às 03:07h - Senadora Kátia Abreu, na Suiá-Missú, nunca teve um Indio, e conheço esta área a mais de 30 anos. (Selvino Faccio)