Agronegócio

Preço da soja anima produtores do Vale do Ivaí (PR)

Cotação sobe no mercado e minimiza prejuízos causados pela estiagem
Por - Edison Costa - Tribuna do Norte - Diário do Paraná
Cotação sobe no mercado e minimiza prejuízos causados pela estiagem
 
Produtores rurais do Vale do Ivaí estão finalizando a colheita da soja. Na região de Ivaiporã, o trabalho está praticamente concluído, enquanto na de Apucarana está na casa de 95% da área plantada.

De modo geral, os agricultores tiveram grandes perdas por causa da estiagem do início do ano. A quebra de produção varia de uma propriedade para outra, porém na média atinge de 25% a 30%.

Se a quebra de safra é considerada grande, por outro lado os produtores rurais estão sendo compensados com a cotação da soja no mercado comprador, que tem registrado alta nos últimos dias. Nesta semana, o preço atingiu até R$ 50,90 a saca de 60 quilos na região de Ivaiporã, contra um valor médio de R$ 35 a R$ 40 praticado no ano passado.


Segundo o gerente da unidade da Coamo Cooperativa Agroindustrial, de Ivaiporã, Valdemir de Paula Barbosa, a elevação do preço vem se registrando há 30 dias, quando teve início a colheita no Paraná, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, ao mesmo tempo em que a quebra foi se concretizando. No Paraná e no Rio Grande do Sul, as perdas são de 25% a 30%, enquanto no Rio Grande do Sul chega a mais de 50%. Além disso, a Argentina também teve uma significativa quebra de produção.


Conforme Barbosa, a grande quebra de safra ocorrida na América do Sul, aliada ao baixo estoque mundial, é que está empurrando os preços para cima. Também colabora para isso o fato de a China estar comprando soja dos Estados Unidos, o que eleva a cotação na Bolsa de Chicago.
?
Detect language » Portuguese

Atenção: Para comentar esse conteúdo é ser necessário ser cadastrado
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos