Retirada da vacinação contra febre aftosa no Paraná será antecipada

Erradicação da doença

Retirada da vacinação contra febre aftosa no Paraná será antecipada

Ministério da Agricultura aprovou a antecipação da medida para o estado, que ocorrerá após a finalização da etapa de maio
Por:
117 acessos

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) aprovou a antecipação da retirada da vacina de febre aftosa no estado do Paraná durante reunião com os integrantes do Bloco V (RS, SC, PR, MS e MT) do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA) e representantes do setor privado, realizada em Curitiba na última semana.

“Diante dos resultados apresentados, todos os estados componentes do Bloco manifestaram concordância quanto ao pleito do estado do Paraná de antecipar o calendário de suspensão da vacinação contra a febre aftosa, conforme previsto no Plano Estratégico”, explica o diretor de Saúde Animal e Insumos Pecuários da Secretaria de Defesa Agropecuária, Geraldo Moraes.

A suspensão da vacina contra a febre aftosa no Paraná ocorrerá logo após a finalização da etapa de maio de 2019. “As normativas relativas ao encerramento da vacinação no estado serão publicadas pelo Mapa em 30 de setembro, após implantação final de ações pontuais pelo serviço veterinário estadual”, destaca Moraes.

Após os procedimentos, o Mapa poderá solicitar o status de livre de febre aftosa sem vacinação para o Paraná junto à Organização Mundial da Saúde Animal (OIE). Atualmente, o único estado livre de febre aftosa sem vacinação é Santa Catarina. 

Os demais estados que compõe o Bloco V e que ainda não possuem o status de livre de febre aftosa sem vacinação - Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso - continuarão com as ações do Plano Estratégico do PNEFA, que visam a suspensão da vacinação. O calendário programado para o Bloco V prevê a retirada da vacinação em 2021.

No último sábado (27), em Uberaba (MG), a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) deu início à campanha nacional de vacinação contra a febre aftosa 2019.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink