P&D Agrícola

China ultrapassa EUA como maior financiador público de pesquisa agrícola

Economistas do USDA se mostram preocupados

A China ultrapassou os Estados Unidos por larga margem e já se tornou o maior financiador governamental de pesquisa e desenvolvimento agrícola (P&D). De acordo com o Portal Agriculture.com, enquanto a China ampliou o investimento público no setor, tanto as fontes federais como estaduais norte-americanas começaram a cortar o financiamento estatal na última década.

Segundo três economistas do USDA (Departamento de Agricultura dos EUA), a China assumiu a liderança global em 2009 e abriu uma vantagem de “2 para 1” ainda em 2013. Eles afirmam que essa redução de gastos dos EUA “pode ter implicações negativas para a produtividade agrícola” ao lidar com novas pragas e doenças e com alterações climáticas.

“Os efeitos do declínio no P&D agrícola público provavelmente se tornarão mais acentuados com o passar do tempo, se o ritmo dos avanços fundamentais nas ciências agrícolas diminuir. A escassez de financiamento dos EUA em pesquisa e desenvolvimento agrícola também traz implicações para o engajamento dos EUA com a comunidade global de pesquisa”, sustentam os economistas Matthew Clancy, Keith Fuglie e Paul Heisey em uma revista do USDA.

De acordo com os especialistas, o declínio no financiamento do setor público foi compensado pelo aumento nos investimentos da pesquisa privada, e é provável que isso siga ocorrendo conforme forem avançando os direitos de propriedade intelectual e o acesso a novos mercados. No entanto, eles observam que os pesquisadores públicos e privados buscam objetivos diferentes, e por isso essa “compensação” não substitui o apoio estatal.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos