O conteúdo solicitado não foi encontrado

Tripes da ferrugem das frutas

(Caliothrips bicinctus)

Culturas Afetadas: Banana

São insetos pequenos que vivem nas inflorescências e entre os frutos.

Danos: Larvas e adultos alimentam-se da seiva da casca dos frutos, provocando os sinais típicos do ataque do inseto. Os danos são causados principalmente pela oviposição em frutos jovens. Inicialmente, aparecem nos pontos de contato entre os frutos, pequenas mannchas enegrecidas ou vermelho-esbranquiçadas. Os frutos novos não apresentam sinais de ataque, ficando evidante em frutos com mais de 30 dias, pois a casca exibe uma coloração levemente esbranquiçada. Em frutos com 32 mm de diâmetro, a epiderme perde o brilho no local atacado. Em seguida, aparecem manchas de coloração castanha-avermelhada, que observadas sob lupa, mostram-se com pequenas rachaduras na epiderme. As rachaduras formam-se em decorrência da perda de elasticidade da epiderme, a qual não acompanha o crescimento do fruto, ocorrendo, em casos de infestação, severa e em frutos mais desenvolvidos, o fendilhamento da casca.

Controle: As medidas de controle podem ser:

a) Culturais:

- Eliminação dos restos florais e do "coração" logo após a formação do cacho;

- Erradicação de hospedeiros alternativos;

- Proteção dos cachos com sacos, impregnados ou não com inseticidas;

- Realizar a colheita quando o fruto apresentar 34 mm de diâmetro, pois os sintomas decorrentes do ataque dos tripes são menos evidentes.

b) Químicas:

- Aplicação de inseticidas específicos por ocasião do aparecimento do pendão floral.

Fotos

Deslize o dedo na tabela abaixo para movê-la horizontalmente