Bula Benzo - Prentiss

Bula Benzo

Benzoato de Emamectina
0012/17-E/0018/17-E
Prentiss

Composição

Benzoato de Emamectina 200 g/kg

Classificação

Terrestre/Aérea
Inseticida
1 - Produto Extremamente Tóxico
I - Produto extremamente perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Granulado Solúvel (SG)
Contato, Ingestão, Larvicida

Algodão

Dosagem Calda Terrestre
Helicoverpa armigera (Helicoverpa)

Milho

Dosagem Calda Terrestre
Helicoverpa armigera (Helicoverpa)

Soja

Dosagem Calda Terrestre
Helicoverpa armigera (Helicoverpa)

Embalagens de 1 kg.

Modo de aplicação
Lagarticida do grupo químico avermectina, de ação de contato e ingestão que contém o ingrediente ativo Benzoato de Emamectina, 200 g/kg apresentado na forma de granulado solúvel (SG). Sua utilização é restrita aos Estados que decretam emergência fitossanitária devido ao ataque da praga Helicoverpa Armigera.
É restrito para controle emergencial conforme determina a Portaria SDA/MAPA n° 42 de 05/03/2013 e Instrução Normativa NR 13, de 03/04/2013, para Helicoverpa spp.
Indicado para o controle de pragas nas culturas de Soja, Algodão e Milho.
O produto deve ser aplicado diluído em água somente nas doses recomendadas.
Equipamentos
Aplicação tratorizada ou através de aeronaves agrícolas.
Intervalo de segurança
Algodão, milho e soja: 30 dias

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

Qualquer agente de controle de insetos pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se a praga-alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. Implementando-se as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI) pode-se prolongar a vida útil dos inseticidas:
- Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga;
- Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula;
- Em caso de dúvidas, consultar sempre um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais para o Manejo de Resistência a Inseticidas (MRI);
- Incluir outros métodos de controle de insetos (Ex.: Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado;
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para a orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.