Bula Bio Nep Steinernema SC

acessos
Steinernema puertoricense
12809
Bio Controle

Composição

Steinernema puertoricense 1 1 x 10*8 juvenis/kg Biológico

Classificação

Inseticida biológico
IV - Pouco tóxico
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Inseticida biológico
Cana-de-açúcar Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Bicudo da cana de açúcar
(Sphenophorus levis)
1 L p.c./ha 400 L de calda/ha - Uma aplicação dentro do período de Novembro a Maio para cana-planta, e novembro a março para cana-soca. Não determinado devido à sua ocorrência natural no solo. Para canavial cultivado em solo descoberto, aplicar com pulverização direcionada para o solo. Para canavial cultivado em solo coberto com palhada, aplicar com equipamento que corte a palha, sendo o agente pulverizado diretamente no solo

INSTRUÇÕES DE USO:
Para retirar os nematóides da esponja (bio NEP Steinernema), deve-se prensa-la em um balde com 5 litros de água até que todo o líquido com os nematóides seja extraídos. Adicionar 395 litros de água, totalizando 400 litros de calda (dose para 1 hectare) a ser colocado no pulverizador. A tela do bico do pulverizador deve ser retirada para a aplicação.

PRAGA: Sphenophorus levis (bicudo da cana de açucar)
DOSE: 1 litro por hectare (1Kg), equivalente a 400 litros de calda.

NÚMERO, EPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:
Uma aplicação dentro do período de Novembro a Maio para cana-planta, e novembro a março para cana-soca. A aplicação deve ser feita em período chuvoso já que nematóides entomopatogênicos necessitam de umidade favorável no solo para doderem atuar.

MODO DE APLICAÇÃO:
Para canavial cultivado em solo descoberto, aplicar com . pulverização costa I ou tratorizada direcionada para o solo, usando bicos tipo leque, cone ou jato (retirar a tela dos bicos). Para canavial cultivado em solo coberto com palhada, aplicar o nematóide com equipamento especializado para cortar a camada de palha, sendo o agente pulverizado diretamente no solo aproveitando-se a abertura formada na palhada.

INTERVALO DE SEGURANÇA:
Não determinado devido à sua ocorreência natural no solo.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: Não se aplica para o caso de agentes biológicos de controle (organismos)

LIMITAÇÕES DE USO: Os usos do produto estão restritos aos indicados no rótulo e bula.

ANTES DE USAR LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES

USE OS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL COMO INDICADO.

PRECAUÇÕES GERAIS
Produto para uso exclusivamente agrícola.
Não coma, não beba e não fume durante o manuseio ou aplicação do produto.
Não manuseie ou aplique o produto sem os equipamentos de proteção individual (EPI) recomendados Os equipamentos de proteção individual (EPI) recomendados devem ser vestidos na seguinte ordem: macacão, botas, máscara descartável, óculos de proteção e luvas.
Não utilize equipamentos de proteção individual (EPI) danificados. Não desentupa bicos, orifícios e válvulas com a boca.
Não transporte o produto juntamente com alimentos, medicamentos, rações, animais e pessoas. Mantenha o produto afastado de crianças e animais domésticos.
Mantenha o produto afastado de alimentos ou ração animal.

PRECAUÇÕES NA PREPARAÇÃO DA CALDA
Caso ocorra contato acidental da pessoa com o produto siga as orientações descritas em primeiros socorros e procure rapidamente um serviço médico de emergência.
Se houver contato do produto com os olhos, lave-os imediatamente e SIGA AS ORIENTAÇÕES DESCRITAS EM PRIMEIROS SOCORROS
Caso o produto seja inalado ou aspirado, procure local arejado e SIGA AS ORIENTAÇÕES DESCRITAS EM PRIMEIROS SOCORROS.
Ao contato do produto com a pele, lave-a imediatamente e SIGA AS ORIENTAÇÕES DESCRITAS EM PRIMEIROS SOCORROS
Ao abrir a embalagem, faça-o de modo a evitar derramamentos
Utilize equipamento de proteção individual - EPI. macacão de algodão hidrorrepelente com mangas compridas passando por cima do punho das luvas e as pernas das calças por cima das botas; botas de borracha; máscara com filtro mecãnico classe P2; óculos de segurança com proteção lateral e luvas de nitrila
Manuseie o produto em local aberto e ventilado.

PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO
Evite o máximo possível, o contato com a área aplicada;
Não aplique o produto na presença de ventos fortes e nas horas mais quentes do dia. Verifique a direção do vento e aplique de modo a não entrar na névoa do produto. Aplique o produto somente nas doses recomendadas
Utilize equipamento de proteção individual - EPI macacão de algodão hidrorrepelente com mangas compridas passando por cima do punho das luvas e as pernas das calças por cima das botas; botas de borracha; máscara com filtro mecãnico classe P2; óculos de segurança com proteção lateral e luvas de nitrila

PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO
Não reutilize a embalagem vazia.
Mantenha o restante do produto adequadamente fechado em sua embalagem original em local trancado, longe do alcance de crianças e animais.
Antes de começar a retirar os equipamentos de proteção individual (EPI), recomenda-se que o aplicador lave as luvas calçadas para reduzir os riscos de exposição acidental.
Os equipamentos de proteção individual recomendados (EPI) devem ser retirados na seguinte ordem:, óculos, botas, macacão e luvas máscara
Tome banho imediatamente após a aplicação do produto.
Troque e lave as suas roupas de proteção separado das demais roupas da familia. Ao lavar as roupas utilizar luvas e avental impermeável.
Faça a manutenção e lavagem dos equipamentos de proteção após cada aplicação do produto.
No descarte de embalagens utilize equipamento de proteção individual - EPI: macacão, luvas e botas.

PREUCAÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIA QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE:

Este produto é:
- POUCO PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE (CLASSE IV).

Evite a contaminação ambiental- Preserve a Natureza.
Não utilize equipamento com vazamento.
Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes.
Aplique somente as doses recomendadas.
Não lave as embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Evite a contaminação da água.
A destinação inadequada de embalagens ou restos de produtos ocasiona contaminação do solo, da água e do ar, prejudicando a fauna, a flora e a saúde das pessoas.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO, VISANDO SUA CONSERVAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTES:
Mantenha o produto em sua embalagem original, sempre fechada.
O local deve ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas, rações ou outros materiais.
A construção deve ser de alvenaria ou de material não combustivel. O local deve ser ventilado, coberto e ter piso impermeável.
Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO.
Tranque o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principalmente crianças.
Deve haver sempre embalagens adequadas disponiveis, para envolver embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados.
Em caso de armazéns, deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843 da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT
Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES:
Isole e sinalize a área contaminada.
Contate as autoridades locais competentes e a Empresa BIO CONTROLE - MÉTODOS DE CONTROLE DE PRAGAS L TDA - telefone de emergência 11-3834-1627.
Utilize equipamento de proteção individual - EPI (macacão impermeável, luvas e botas de borracha, óculos protetor e máscara com filtros).

PROCEDIMENTOS DE LAVAGEM, ARMAZENAMENTO, DEVOLUÇÃO, TRANSPORTE E DESTINAÇÃO DE EMBALAGENS VAZIAS E RESTOS DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO:

ESTA EMBALAGEM NÃO PODE SER LAVADA ARMAZENAMENTO DA EMBALAGEM VAZIA
O armazenamento da embalagem vazia, até sua devolução pelo usuário, deve ser efetuado em local coberto, ventilado, ao abrigo de chuva e com piso impermeável, no próprio local onde guardadas as embalagens cheias.
Use luvas no manuseio dessa embalagem.
Essa embalagem vazia deve ser armazenada separadamente das lavadas, em saco plástico transparente (Embalagens Padronizadas - modelo ABNT), devidamente identificado e com lacre, o qual deverá ser adquirido nos Canais de Distribuição.

DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA
No prazo de até um ano da data da compra, é obrigatória a devolução da embalagem vazia, pelo usuário, ao estabelecimento onde foi adquirido o produto ou no local indicado na nota fiscal, emitida no ato da compra.
Caso o produto não tenha sido totalmente utilizado nesse prazo, e ainda esteja dentro do seu prazo de validade, será facultada a devolução da embalagem em até 6 meses após o término do prazo de validade.
O usuário deve guardar o comprovante de devolução para efeito de fiscalização, pelo prazo mínimo de um ano após a devolução da embalagem vazia.

TRANSPORTE
As embalagens vazias não podem ser transportadas junto com alimentos, bebidas, medicamentos, rações, animais e pessoas.

DESTINAÇÃO FINAL DAS EMBALAGENS VAZIAS
A destinação final das embalagens vazias, após a devolução pelos usuários, somente poderá ser realizada pela Empresa Registrante ou por empresas legalmente autorizadas pelos órgãos competentes.

É PROIBIDO AO USUÁRIO A REUTILlZAÇÃO E A RECICLAGEM DESTA EMBALAGEM VAZIA OU O FRACIONAMENTO E REEMBALAGEM DESTE PRODUTO.

EFEITOS SOBRE O MEIO AMBIENTE DECORRENTES DA DESTINAÇÃO INADEQUADA DA EMBALAGEM VAZIA E RESTOS DE PRODUTOS
A destinação inadequada das embalagens vazias e restos de produtos no meio ambiente causa contaminação do solo, da água e do ar, prejudicando a fauna, a flora e a saúde das pessoas.

PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO
Caso este produto venha a se tornar impróprio para utilização ou em desuso, consulte o registrante através do telefone indicado no rótulo para sua devolução e destinação final.
A desativação do produto acontece pelo calor. Após 45 dias o produto já se dissipou completamente, volatilizando-se.

TRANSPORTE DE AGROTÓXICOS COMPONENTES E AFINS
O transporte está sujeito às regras e aos procedimentos estabelecidos na legislação especifica, que inclui o acompanhamento da ficha de emergência do produto, bem como determina que os agrotóxicos não podem ser transportados junto de pessoas, animais, rações, medicamentos ou outros materiais.

Incluir outros métodos de controle de insetos (tais como, controle cultural, químico, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado.

• Qualquer agente de controle de insetos pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se o inseto alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. Implementando as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI) poderíamos prolongar a vida útil dos inseticidas.
• Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga.
• Utilizar somente as doses recomendadas na bula.
• Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre recomendações locais para o MRI.