Bula Bioceratitis

acessos
Trimedlure
6899
Bio Controle

Composição

Trimedlure 666.7 g/kg Ésteres saturados

Classificação

Feromônio
IV - Pouco tóxico
IV - Produto de baixo risco ao meio ambiente
Inflamável
Não Classificado
Gerador de Gás (GE)
Feromônio
Citros Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
1 armadilha / 3 ha - - Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas. Não determinado devido à modalidade de emprego. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da área a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada 3 hectares em áreas uniformes
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
1 armadilha/ha - - Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas. Não determinado devido à modalidade de emprego. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da área a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada hectare em áreas irregulares
Goiaba Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
1 armadilha / 3 ha - - Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas. Não determinado devido à modalidade de emprego. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da área a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada 3 hectares em áreas uniformes
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
1 armadilha/ha - - Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas. Não determinado devido à modalidade de emprego. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da área a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada hectare em áreas irregulares
Mamão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
1 armadilha / 3 ha - - Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas. Não determinado devido à modalidade de emprego. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da área a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada 3 hectares em áreas uniformes
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
1 armadilha/ha - - Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas. Não determinado devido à modalidade de emprego. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da área a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada hectare em áreas irregulares
Manga Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
1 armadilha / 3 ha - - Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas. Não determinado devido à modalidade de emprego. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da área a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada 3 hectares em áreas uniformes
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
1 armadilha/ha - - Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas. Não determinado devido à modalidade de emprego. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da área a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada hectare em áreas irregulares
Pêssego Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
1 armadilha / 3 ha - - Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas. Não determinado devido à modalidade de emprego. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da área a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada 3 hectares em áreas uniformes
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
1 armadilha/ha - - Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas. Não determinado devido à modalidade de emprego. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da área a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada hectare em áreas irregulares

Conteúdo: 10, 50 e 100 tabletes.

INSTRUÇÕES DE USO: Utilizar armadilha tipo Delta com adesivo.

CULTURAS: Mamão, citros, goiaba, manga e pêssego.

PRAGA: Ceratitis capitata (mosca-das-frutas, mosca-do-mediterrâneo)

DOSE: Para monitoramento em áreas regulares utilizar 1 armadilha tipo “Delta“ ou “Jackson“ (1 tablete) por cada 3 hectares em áreas irregulares usar 1 armadilha por cada hectare com pelo menos 50 m entre uma e outra.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:
Para acompanhar a evolução da praga (monitoramento), de modo a obter o máximo de informações sobre a população da mesma, deve-se manter as armadilhas em todas as áreas sob suspeita, bem como aos seus redores, ao longo de todo o ano (regiões quentes) ou durante a Primavera, Verão e Outono nas regiões frias.
Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas.
Verificar as armadilhas semanalmente para a leitura das capturas de insetos e manutenção das mesmas.

MODO DE APLICAÇÃO:
Pendurar cada armadilha, contendo o tablete que será colocado sobre a cola na parte central da armadilha, no meio do terço superior da fruteira, junto ao perímetro externo na copa da árvore. Em termos práticos a armadilha deve ser instalada abaixo da cabeça do operador (para facilitar quando da contagem dos insetos).

INTERVALO DE SEGURANÇA: (De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana- ANVISA/MS).

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: (De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana- ANVISA/MS).

LIMITAÇÕES DE USO: Não determinado devido à modalidade de emprego.




CULTURA: Laranja, Papaia, Goiaba, Pêssego, Manga e Melão. Praga: Ceratitis capitata (mosca-das-frutas).

QUANTIDADE DE PRODUTO POR HECTARE: Para monitoramento em áreas regulares utilizar 1 armadilha tipo delta ou jackson (1 tablete) por cada 3 hectares em áreas irregulares usar 1 armadilha por cada hectare com pelo menos 50 m entre uma e outra.

INÍCIO, NÚMERO, MODO E ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO: Para acompanhar a evolução da praga (monitoramento) de modo a obter o máximo de informações sobre a população da mesma, deve-se manter as armadilhas em todas as áreas sob suspeita, bem como aos seus redores, ao longo de todo o ano (regiões quentes) ou durante a Primavera, Verão e Outono nas regiões frias. As armadilhas devem ser colocadas a altura da cabeça no centro da area a ser monitorada respeitando a distâncias de no mínimo 50 m entre as mesmas, 1 armadilha a cada 3 hectares em áreas uniformes e 1 armadilha a cada hectare em áreas irregulares. Trocar o ferômonio (tablete) assim como a parte adesiva a cada 6 semanas.

INSTRUÇÕES DE MONTAGEM E INSTALAÇÃO DA ARMADILHA: Utilizar armadilha tipo Delta com adesivo. Pendurar cada armadilha, contendo o tablete que será colocado sobre a cola na parte central da armadilha, no meio do terço superior da fruteira, junto ao perímetro externo na copa da árvore. Em termos práticos a armadilha
deve ser instalada abaixo da cabeça do operador (para facilitar quando da contagem dos insetos). Verificar as armadilhas semanalmente para a leitura das capturas de insetos e manutenção das mesmas.

PRECAUÇÕES GERAIS: Leia e siga as instruções deste rótulo e da bula. Durante a manipulação ou aplicação, use macacão com mangas compridas, avental impermeável, chapéu impermeável de abas largas, botas, óculos protetores, máscaras protetoras especiais providas de filtros adequados ao produto. Mantenha o produto afastado de crianças e animais domésticos. Não coma, não beba e não fume durante o manuseio ou aplicação do produto. Mantenha o produto afastado de alimentos ou ração animal. Produto de baixo risco toxicológico.

PRECAUÇÕES NA PREPARAÇÃO DO PRODUTO: Utilizar os equipamentos de segurança. Manuseie o produto em lugar arejado. Evite contato do produto concentrado com a pele e olhos caso isso aconteça lave imediatamente o local e siga as recomendações de primeiros socorros. Observe atentadamente as recomendações do rótulo/bula visando utilizar as doses adequadas.

PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO: Utilizar os equipamentos de segurança. Mantenha afastado das áreas de aplicação, crianças, animais domésticos e pessoas desprotegidas. Aplicar sempre as doses recomendadas.

PRECAUÇÕES APÓS APLICAÇÃO: Após a aplicação do produto remova o equipamento de proteção, tome banho e lave as roupas. Mantenha o restante dos produtos adequadamente fechados e armazenados.

PRIMEIROS SOCORROS: Procure; imediatamente assistência médica em qualquer caso de suspeita de intoxicação. Sempre que for ao médico devido ao manuseio ou aplicação de um agrotóxico deve levar uma embalagem com rótulo legível e bula.

PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE: Este produto apresenta BAIXO RISCO ao meio ambiente. Evite a contaminação ambiental - Preserve a Natureza. Descarte corretamente as embalagens e restos do produto - siga as instruções da bula. Em caso de acidente, siga corretamente as instruções constantes na bula. Utilize somente na forma recomendada. Aplique somente as doses recomendadas. Descarte corretamente as embalagens - siga as instruções da bula. Em caso de acidente, siga corretamente as instruções constantes na bula.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO: Mantenha o produto em sua embalagem original em local seguro e isolado de alimentos e bebidas. O local deve ser exclusivo para produtos de uso agrícolas. Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO, ESTE PRODUTO PODE SER TÓXICO. Trancar o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principalmente crianças. Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTE: Contate as autoridades locais competentes e a Empresa. Utilize o EPI (macacão de PVC, luvas e botas de borracha, óculos protetores e máscaras contra eventuais vapores). Isole e sinalize a área contaminada. Piso pavimentado: recolher o material com auxílio de uma pá e colocar em tambores ou recipientes devidamente lacrados e identificados. Remover para área de descarte. Lave o local com grande quantidade de água. Solo: Adotar os mesmos procedimentos acima descritos para recolhimento e destinação adequada.

DESTINAÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS E EMBALAGENS: Não reutilize embalagens vazias. Observar legislação estadual e municipal específica. Fica proibido o enterrio de embalagens. Consulte o órgão estadual de meio ambiente.

Incluir outros métodos de controle de insetos (exemplo. controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível.
Armadilhas com feromônios são eficazes nas medidas de tendência da densidade populacional do inseto ou para simples detecção da praga, auxiliando o produtor na tomada de decisão quanto ao início de alguma forma de controle.
Após a introdução da medida de controle, quer seja biológico com agentes benéficos ou por aplicação de inseticidas, a presença ou não do inseto na armadilha indicará a eficácia do método de controle utilizado.
Feromônios são amplamente utilizados no MIP para monitoramento da praga, não selecionando indivíduos resistentes.

O inseto não desenvolve resistência ao seu próprio feromônio.