Bula BMP 123 (2X WDG)

acessos
Bacillus thuringiensis
513E
Isca Tecnologias

Composição

Bacillus thuringiensis 400 g/kg Inseticida microbiológico

Classificação

Inseticida biológico
I - Extremamente tóxica
I - Produto extremamente perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Granulado (GR)
Ingestão
Algodão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Helicoverpa sp.
(Helicoverpa sp.)
500 a 750 g/L 100 a 120 L de calda/ha - O intervalo entre as aplicações deve ser de 3 a 5 dias, dependendo das condições climáticas, taxa de crescimento da planta e desenvolvimento dos insetos. 1 dia. Aplicar o produto enquanto as lagartas estiverem em estádio inicial de desenvolvimento, antes de provocarem danos significativos na cultura
Soja Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Helicoverpa sp.
(Helicoverpa sp.)
500 g.p.c./ha 200 L de calda/ha - O intervalo entre as aplicações deve ser de 3 a 5 dias, dependendo das condições climáticas, taxa de crescimento da planta e desenvolvimento dos insetos. 1 dia. Aplicar o produto enquanto as lagartas estiverem em estádio inicial de desenvolvimento, antes de provocarem danos significativos na cultura

BMP 123 (2X WDG) deve ser pulverizado em cobertura total para um controle eficiente. A dose
utilizada na cultura do algodão deve ser de 500 a 750 g/I e na cultura da soja de 500g/ha.
Produto é aplicado com água em volume de calda de 100 a 1201/ha na cultura do algodão e de 2001/ha na cultura da soja.
Pode ser aplicado em pulverizações aéreas ou terrestres, com adição de um espalhante adesivo permitido para a cultura.
Repetir as aplicações a cada 3 a 5 dias.
O monitoramento da eficiência do sistema de controle deve ser realizado durante todo o ciclo
produtivo das culturas, acompanhado de verificação de dano na mesma;
Pode-se aplicar o produto BMP 123 (2X WDG) como tratamento pré e pós-colheita;
Todos os demais tratamentos fitossanitários sejam fungicidas, acaricidas, bem como inseticidas podem ser aplicados normalmente durante o período de ação do BMP 123 (2X WDG).
1.5. INTERVALO DE SEGURANÇA:
. Algodão: 01 dia
. Soja: 01 dia
1.6. INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
24 horas após a aplicação, sendo necessária a reentrada nas áreas tratadas antes deste período, utilize equipamento de proteção individual — EPI.
1.7. LIMITAÇÕES DE USO:
• Não aplicar em dias chuvosos.
• O uso do produto está restrito às indicações do rótulo e bula.
• Não aplicar com umidade nas plantas, ventos fortes e horas mais quentes do dia.
• Armazenar o produto em local fresco e seco.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre MIP, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

Qualquer agente de controle de inseto pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se o inseto alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. O Comitê Brasileiro de Ação a Resistência a Inseticidas — IRAC-BR recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI), visando prolongar a vida útil dos mesmos:
• Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga.
• Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula.
• Incluir outros métodos de controle de insetos (ex: Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP), quando disponível e apropriado.