Bula Espalhante Adesivo Fersol

acessos
Noni Poli (Etilenoxi) Etanol
1968689
Fersol

Composição

Noni Poli (Etilenoxi) Etanol 200 g/L Alquil Fenóis Etoxilado

Classificação

Adjuvante
IV - Pouco tóxico
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Outras (XX)
Melhorar as propriedades dos produtos pulverizados
Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Não classificado
(Não classificado)
30 a 50 mL p.c./ha - - Conforme o produto que for adicionado. Conforme o produto que for adicionado. Conforme o produto que for adicionado

Sacos pláticos de: 0,25; 0,5 e 1,0 litro;
Caixa de papelão revesrido internamente com polietileno de3 0,25; 0,5 e 1,0 litro.

1 - O ESPALHANTE ADESIVO FERSOL melhora as propriedades saturadoras e dispersantes dos produtos pulverizados, através da redução da tensão superficial.
Melhora a distribuição dos defensivos sobre as folhas, propiciando a formação de ua película protetora uniforme, da qual resulta:
- Melhorar absorção foliar dos herbicidas de contato.
- Maior penetração dos fungicidas e inseticidas sistêmicos.
- Redução dos riscos de queima.
- Maior eficiência das pulverizações.
- Maior persistência do defensivo sobre as folhas.

2 - Forma de aplicação e equipamentos:

O produto é adicionado na dosagem recomendada, na calda de pulverização (pulverizadaor manual ou tratorizado), podendo ser aplicado via terrestre ou por aeronaves.
Dispensa diluição prévia, misturando-se facilmente a qualquer defensivo.
Regular e utilizar o equipamento conforme o recomendado para o defensivo a ser utilizado junto ao espalhante adesivo.

NOTA: Sobre outros equipamentos, providenciar uma boa cobertura de pulverização nas plantas.
A critério do Engenheiro Agrônomo ou do técnico responsável as condições de aplicação poderão ser alteradas.


3 - Doses de aplicação:

PRODUTO FINALIDADE QUANTIDADE (EM 100 L DE CALDA)
Inseticida Uso Geral - Condições Normais 30 a 50 mL
Fungicida Em folhas cerosas ou superfícies 30 a 50 mL
Herbicida difíceis de se molhar. 30 a 50 mL


4 - O ESPALHANTE ADESIVO FERSOL é utilizado em conjunto com os defensivos agrícolas.
É especialmente necessário quando o defensivo for aplicado sobre superfícies difíceis de se molha, tais como as folhas lisas cerosas ou peludas.

5 - Não existem limitações de uso:
Intervalo de segurança de acordo com o defensivo que está sendo utilizado.
Produto não fitotóxico quando usado nas concentrações indicadas.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Recomenda-se, de maneira geral, o manejo integrado de pragas (MIP), envolvendo todos os princípios e medidas disponíveis e viáveis de controle, como o controle cultural, controle biológico (predadores e parasitoides), controle microbiano, controle por comportamento, variedades resistentes e controle químico, sempre alternando produtos de diferentes grupos químicos, com mecanismos de ação distintos.
Recomenda-se, de modo geral, o manejo integrado de doenças, envolvendo todos os princípios e medidas disponíveis e viáveis de controle. O uso de sementes sadias, variedades resistentes, rotação de culturas, época adequada de semeadura, adubação equilibrada, controle biológico, manejo da irrigação e outros, visam o melhor equilíbrio do sistema.

Qualquer agente de controle de insetos pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se a praga-alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. Implementando-se as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI) pode-se prolongar a vida útil dos inseticidas:
- Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga;
- Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula;
- Em caso de dúvidas, consultar sempre um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais para o Manejo de Resistência a Inseticidas (MRI);
- Incluir outros métodos de controle de insetos (Ex.: Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado;
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para a orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre MIP, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados. Qualquer agente de controle de insetos pode se tornar menos efetivo ao longo do tempo, se a praga alvo desenvolver algum mecanismo de resistência a ele. O Comitê Brasileiro de Ação a Resistência a Inseticidas (IRAC – BR) recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência visando prolongar a vida útil do inseticida:
- Qualquer produto para controle de pragas, da mesma classe ou modo de ação, não deve ser usado em gerações consecutivas da praga;
- Usar somente as doses recomendadas na bula/rótulo;
- Consultar sempre um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre o Manejo de Resistência a Inseticidas;
- Incluir outros métodos de controle de pragas (Ex.: controle cultural, biológico, químico, etc) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas, quando disponível e apropriado.