Bula Metry

acessos
Metribuzim
12218
TradeCorp

Composição

Metribuzim 480 g/L Triazinona
Propilenoglicol 46.2 g/L Álcool

Classificação

Herbicida
III - Medianamente tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Seletivo, Sistêmico

Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Apaga fogo
(Alternanthera tenella)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Beldroega
(Portulaca oleracea)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Carrapicho beiço de boi
(Desmodium tortuosum)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Caruru comum
(Amaranthus viridis)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Caruru roxo
(Amaranthus hybridus)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Catirina
(Hyptis lophanta)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Cipó de veado
(Polygonum convolvulus)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Corda de viola
(Ipomoea aristolochiaefolia)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Erva quente
(Spermacoce latifolia)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Falsa serralha
(Emilia sonchifolia)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Gorga
(Spergula arvensis)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Guanxuma
(Sida rhombifolia)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Joá de capote
(Nicandra physaloides)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Maria Mole
(Senecio brasiliensis)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Mentrasto
(Ageratum conyzoides)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Mentruz
(Coronopus didymus)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Mostarda
(Brassica rapa)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Nabiça
(Raphanus raphanistrum)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Picão branco
(Galinsoga parviflora)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Picão preto
(Bidens pilosa)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Poaia branca
(Richardia brasiliensis)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Quebra pedra
(Phyllanthus tenellus)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Serralha
(Sonchus oleraceus)
0,75 a 1,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 60 dias. A aplicação deve ser realizada em pré-emergência total (pré-emergência da cultura e das plantas daninhas) ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas. Para as aplicações após a emergência da cultura, não se deve aplicar sobre as plantas de batata se estas estiverem com mais de 5 cm de altura
Cana-de-açúcar Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Apaga fogo
(Alternanthera tenella)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Beldroega
(Portulaca oleracea)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Capim braquiária
(Brachiaria decumbens)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Capim carrapicho
(Cenchrus echinatus)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Capim colchão
(Digitaria horizontalis)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Capim colonião
(Panicum maximum)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Capim pé de galinha
(Eleusine indica)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Carrapicho beiço de boi
(Desmodium tortuosum)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Caruru comum
(Amaranthus viridis)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Caruru gigante
(Amaranthus retroflexus)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Caruru roxo
(Amaranthus hybridus)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Catirina
(Hyptis lophanta)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Cipó de veado
(Polygonum convolvulus)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Corda de viola
(Ipomoea aristolochiaefolia)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Erva quente
(Spermacoce latifolia)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Falsa serralha
(Emilia sonchifolia)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Gorga
(Spergula arvensis)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Guanxuma
(Sida rhombifolia)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Joá de capote
(Nicandra physaloides)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Maria Mole
(Senecio brasiliensis)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Mentrasto
(Ageratum conyzoides)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Mentruz
(Coronopus didymus)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Mostarda
(Brassica rapa)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Nabiça
(Raphanus raphanistrum)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Papuã
(Brachiaria plantaginea)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Picão branco
(Galinsoga parviflora)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Picão preto
(Bidens pilosa)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Poaia branca
(Richardia brasiliensis)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Quebra pedra
(Phyllanthus tenellus)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas
Serralha
(Sonchus oleraceus)
3 a 4 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 20 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 120 dias. Realizar a aplicação em pré-emergência da cultura da cana-de-açucar e das plantas daninhas, ou logo após a emergência da cultura e das plantas daninhas

MODO E EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO:

O produto é aplicado na forma de pulverização.
METRY é recomendado em aplicações aéreas e terrestres. A distribuição nas aplicações terrestres com emprego de pulverizadores tratorizados de barra deve ser uniforme, podendo a vazão ser de 200 a 400 L/ha de calda.
Pressão da bomba 40-60 lb/pol2 – barra equipada com bicos 80:04 distância de 50 cm entre si, à altura de 50 cm do solo. Na aplicação evitar sobreposições pois isto causará aumento da concentração do produto acima do recomendado.
Em aplicações aéreas recomenda-se que sejam empregadas no mínimo 20 litros de calda por hectare. O aparelho deve estar equipado com bicos leques ou D25, a altura de vôo de 2 a 4 m, vento calmo ou menor que 8 km/hora, umidade relativa maior que 70% e temperatura inferior a 30ºC.

INTERVALO DE SEGURANÇA:
Batata..........................................................60 dias
Cana-de-açúcar............................................120 dias

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
Não entrar nas áreas tratadas sem o equipamento de proteção individual por um período de aproximadamente 24 horas ou até que a calda pulverizada nas plantas esteja seca. Caso seja necessária a reentrada na lavoura antes desse período, é necessário utilizar aqueles mesmos equipamentos de proteção individual usados durante a aplicação.
LIMITAÇÕES DE USO:
Os usos do produto estão restritos aos indicados no rótulo e bula. Quando este produto for utilizado nas doses recomendadas, não causará danos às culturas indicadas.
Observar os intervalos de segurança e reentrada;
OBS: Alertamos que novos cultivares a serem lançados, deverão ser previamente testados com aplicação de Metribuzim.
Recomenda-se consultar um Engenheiro Agrônomo para maiores informações.

INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL A SEREM UTILIZADOS:
VIDE DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DA SAÚDE HUMANA

INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM USADOS:
VIDE Modo de Aplicação.

DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TRÍPLICE LAVAGEM DA EMBALAGEM OU TECNOLOGIA EQUIVALENTE:
VIDE DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE

INFORMAÇÕES SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A DEVOLUÇÃO, DESTINAÇÃO, TRANSPORTE, RECICLAGEM, REUTILIZAÇÃO E INUTILIZAÇÃO DAS EMBALAGENS VAZIAS:
VIDE DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE

INFORMAÇÕES SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A DEVOLUÇÃO E DESTINAÇÃO DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO:
VIDE DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE

INFORMAÇÕES SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A DEVOLUÇÃO E DESTINAÇÃO DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO:
VIDE DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

INFORMAÇÕES PARA O MANEJO DE RESISTÊNCIA A HERBICIDA:
O uso sucessivo de herbicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população da planta daninha alvo resistente a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e um consequente prejuízo.
Como prática de manejo de resistência de plantas daninhas e para evitar os problemas com a resistência, seguem algumas recomendações:
? Rotação de herbicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo C1 para o controle do mesmo alvo, quando apropriado.
? Adotar outras práticas de controle de plantas daninhas seguindo as boas práticas agrícolas.
? Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto.
? Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e a orientação técnica da aplicação de herbicidas.
? Informações sobre possíveis casos de resistência em plantas daninhas devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas (SBCPD: www.sbcpd.org), Associação Brasileira de Ação à Resistência de Plantas Daninhas aos Herbicidas (HRAC-BR: www.hrac-br.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).

O produto herbicida METRY é composto por Metribuzim que apresenta mecanismo de ação das Triazinonas , pertencente ao Grupo C1, segundo classificação internacional do HRAC (Comitê de Ação à Resistência de Herbicidas).