Bula Miner Oil - Ameribrás
CME MILHO (SET/20) US$ 3,114 (0,39%)
| Dólar (compra) R$ 5,34 (0,94%)

Bula Miner Oil

Óleo mineral
5400
Ameribrás

Composição

Óleo mineral 800 g/L

Classificação

Terrestre
Inseticida, Adjuvante
Não Classificado
III - Produto perigoso
Inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Contato

Frascos pet-coex de 1 L; Bombonas plásticas de 5 e 20 L; Balde metálicos de 20 L; Tambores de aço de 200 L; Tanques plásticos e metálicos de 1000 L; Sacos plásticos de 1, 5, 10, 20 e 50 L.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

A) Como Inseticida:
Fazer as aplicações quando houver presença da praga. Em caso de reinfestação repetir após 20 dias.
B) Como Adjuvante:
De acordo com a recomendação do produto em cuja calda foi adicionada.

MODO DE APLICAÇÃO

A) Como Inseticida:
Deve ser aplicado nas partes aéreas da cultura citada, utilizando-se pulverizadores costais ou tratorizados. Não aplicar sob sol quente e nem durante a florada.
B) Como Adjuvante:
Deve ser adicionado à calda dos inseticidas, fungicidas, acaricidas e herbicidas.

Equipamentos de Aplicação:
A) Como Inseticida:
Os equipamentos de aplicação, pulverizadores costais ou tratorizados devem seguir os seguintes parâmetros:
- Tipo de bico: cone vazio
- Tamanho das gotas: 120µ
- Densidade das gotas: 60 gotas/cm²
- Pressão de trabalho: 80-100 psi (533-666 kpa)
B) Como Adjuvante:
De acordo com a recomendação do produto cuja calda foi adicionada.

INTERVALO DE SEGURANÇA

A) Como Inseticida: Sem restrições.
B) Como Adjuvante: De acordo com a recomendação do produto em cuja calda foi adicionado.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

A) Como Inseticida: Sem restrições.
B) Como Adjuvante: De acordo com a recomendação do produto em cuja calda foi adicionado.

LIMITAÇÕES DE USO

Fitotoxicidade: Não é fitotóxico para a cultura indicada dentro das dosagens e usos recomendados.
Compatibilidade: Não é compatível com produto à base de enxofre, devendo haver um intervalo de, no mínimo, um mês entre a aplicação desses produtos.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de pragas (ex. controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quanto disponível e apropriados.

Qualquer agente de controle de pragas pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência.
Recomendam-se as seguintes estratégias de manejo de resistência, pode-se prolongar a vida útil dos inseticidas e acaricidas:
• Qualquer produto para controle de pragas da mesma classe ou de mesmo modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga;
• Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula;
• Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.

Incompatível com produtos à base de enxofre.