Bula Most

acessos
Atrazina
18907
Oxon

Composição

Atrazina 400 g/L Triazina

Classificação

Herbicida
III - Medianamente tóxico
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Seletivo
Milho Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Amendoim bravo
(Euphorbia heterophylla)
4 a 6 L p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha 40 a 50 L de calda/ha (aéreo) Pré e pós emergência. Não determinado devido à modalidade de emprego. Aplicação em pós-emergência das plantas infestantes: aplicar preferencialmente com as plantas infestantes em estádio inicial (2-3 folhas para monocotiledôneas e de 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com boa turgescência e em pleno vigor vegetativo. As doses mais elevadas são usadas em níveis de infestações mais altas, principalmente em gramíneas, em solos com maior conteúdo de argila, matéria orgânica ou nível de palha mais elevado
Carrapicho de carneiro
(Xanthium strumarium)
4 a 6 L p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha 40 a 50 L de calda/ha (aéreo) Pré e pós emergência. Não determinado devido à modalidade de emprego. Aplicação em pós-emergência das plantas infestantes: aplicar preferencialmente com as plantas infestantes em estádio inicial (2-3 folhas para monocotiledôneas e de 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com boa turgescência e em pleno vigor vegetativo. As doses mais elevadas são usadas em níveis de infestações mais altas, principalmente em gramíneas, em solos com maior conteúdo de argila, matéria orgânica ou nível de palha mais elevado
Caruru gigante
(Amaranthus retroflexus)
4 a 6 L p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha 40 a 50 L de calda/ha (aéreo) Pré e pós emergência. Não determinado devido à modalidade de emprego. Aplicação em pós-emergência das plantas infestantes: aplicar preferencialmente com as plantas infestantes em estádio inicial (2-3 folhas para monocotiledôneas e de 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com boa turgescência e em pleno vigor vegetativo. As doses mais elevadas são usadas em níveis de infestações mais altas, principalmente em gramíneas, em solos com maior conteúdo de argila, matéria orgânica ou nível de palha mais elevado
Corda de viola
(Ipomoea grandifolia)
4 a 6 L p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha 40 a 50 L de calda/ha (aéreo) Pré e pós emergência. Não determinado devido à modalidade de emprego. Aplicação em pós-emergência das plantas infestantes: aplicar preferencialmente com as plantas infestantes em estádio inicial (2-3 folhas para monocotiledôneas e de 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com boa turgescência e em pleno vigor vegetativo. As doses mais elevadas são usadas em níveis de infestações mais altas, principalmente em gramíneas, em solos com maior conteúdo de argila, matéria orgânica ou nível de palha mais elevado
Guanxuma
(Sida rhombifolia)
4 a 6 L p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha 40 a 50 L de calda/ha (aéreo) Pré e pós emergência. Não determinado devido à modalidade de emprego. Aplicação em pós-emergência das plantas infestantes: aplicar preferencialmente com as plantas infestantes em estádio inicial (2-3 folhas para monocotiledôneas e de 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com boa turgescência e em pleno vigor vegetativo. As doses mais elevadas são usadas em níveis de infestações mais altas, principalmente em gramíneas, em solos com maior conteúdo de argila, matéria orgânica ou nível de palha mais elevado
Milhã
(Digitaria ciliaris)
4 a 6 L p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha 40 a 50 L de calda/ha (aéreo) Pré e pós emergência. Não determinado devido à modalidade de emprego. Aplicação em pós-emergência das plantas infestantes: aplicar preferencialmente com as plantas infestantes em estádio inicial (2-3 folhas para monocotiledôneas e de 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com boa turgescência e em pleno vigor vegetativo. As doses mais elevadas são usadas em níveis de infestações mais altas, principalmente em gramíneas, em solos com maior conteúdo de argila, matéria orgânica ou nível de palha mais elevado
Papuã
(Brachiaria plantaginea)
4 a 6 L p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha 40 a 50 L de calda/ha (aéreo) Pré e pós emergência. Não determinado devido à modalidade de emprego. Aplicação em pós-emergência das plantas infestantes: aplicar preferencialmente com as plantas infestantes em estádio inicial (2-3 folhas para monocotiledôneas e de 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com boa turgescência e em pleno vigor vegetativo. As doses mais elevadas são usadas em níveis de infestações mais altas, principalmente em gramíneas, em solos com maior conteúdo de argila, matéria orgânica ou nível de palha mais elevado
Picão preto
(Bidens pilosa)
4 a 6 L p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha 40 a 50 L de calda/ha (aéreo) Pré e pós emergência. Não empregado devido à modalidade de emprego. Aplicação em pós-emergência das plantas infestantes: aplicar preferencialmente com as plantas infestantes em estádio inicial (2-3 folhas para monocotiledôneas e de 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com boa turgescência e em pleno vigor vegetativo. As doses mais elevadas são usadas em níveis de infestações mais altas, principalmente em gramíneas, em solos com maior conteúdo de argila, matéria orgânica ou nível de palha mais elevado
Trapoeraba
(Commelina benghalensis)
4 a 6 L p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha 40 a 50 L de calda/ha (aéreo) Pré e pós emergência. Não determinado devido à modalidade emprego. Aplicação em pós-emergência das plantas infestantes: aplicar preferencialmente com as plantas infestantes em estádio inicial (2-3 folhas para monocotiledôneas e de 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com boa turgescência e em pleno vigor vegetativo. As doses mais elevadas são usadas em níveis de infestações mais altas, principalmente em gramíneas, em solos com maior conteúdo de argila, matéria orgânica ou nível de palha mais elevado

Frascos ou bombonas de polietileno de alta densidade (PEAD) 1, 5, 10, 15, 20, 25, 50, 100 e 200 L.

INSTRUÇÕES DE USO:
MOST é um herbicida seletivo aplicado em pós-emergência das plantas infestantes na cultura do milho.

CULTURAS / PLANTAS INFESTANTES / DOSES*:
Vide a seção “Indicações de Uso/Doses”

* As doses mais elevadas são usadas em níveis de infestações mais altas, principalmente em gramíneas, em solos com maior conteúdo de argila, matéria orgânica ou nível de palha mais elevado.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:
Aplicação em pós-emergência das plantas infestantes: aplicar preferencialmente com as plantas infestantes em estádio inicial (2-3 folhas para monocotiledôneas e de 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com boa turgescência e em pleno vigor vegetativo.

MODO DE APLICAÇÃO:
MOST é um herbicida seletivo a cultura do milho, recomendado para o controle na pós-emergência das plantas daninhas anuais nos sistemas de plantio direto e convencional. Além de sua ação de pós-emergência inicial, oferece também um controle residual satisfatório (20 a 30 dias após a aplicação) que irá depender das condições climáticas, do solo (teor de argila), do teor de matéria orgânica, do nível de palha (plantio direto) e do grau de infestação.

Recomenda-se aplicar em pós-emergência precoce (até 2 a 3 folhas para monocotiledôneas e até 2 a 3 pares de folhas para dicotiledôneas), com um volume de calda de 150 a 200 L/ha quando terrestre e 40 a 50 L/ha para aplicação aérea. As doses mais elevadas devem ser usadas quando o nível de infestação for alto ou quando a infestação de gramíneas for predominante.

Para aplicações terrestres são utilizados pulverizadores tratorizados de barra com as seguintes indicações:
Tamanho de gota: 200µ
Volume de aplicação: 150-200 L/ha de calda
Pressão: 40-60 lb/pol²
Tipo de bico: 110.01 a 110.03

Para aplicações aéreas são utilizadas barras com bicos e/ou atomizador rotativo (micronair) com as seguintes indicações:
Volume de aplicação: 40-50 L/ha de calda
Densidade de gota: 40 a 50 gotas/cm²
Tipo de bico: 80.15 a 80.20
Altura de vôo: 4-6 m
Largura da faixa de deposição efetiva: 15 m

- Condições limites para uma pulverização:
Umidade relativa do ar: mínima de 65%
Velocidade do vento: 3 a 10 km/h
Temperatura: máxima de 30ºC

Em qualquer tipo de aplicação, a dose recomendada deve ser diluída em água e pulverizada com o uso de equipamentos terrestres (costal ou tratorizado) ou aéreos, de forma que se obtenha uma perfeita cobertura das plantas daninhas.

INTERVALO DE SEGURANÇA:
Milho: não determinado devido à modalidade de emprego.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite de entrar antes desse período, utilize os equipamentos de (EPIs) recomendados para uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO:
Evitar aplicações em plantas em estado de estresse, oriundas de longo período de estiagem ou geada. Evitar as horas mais quentes do dia, umidade relativa do ar baixa, e em condições de excesso de chuvas. Requer um período de 6 horas sem chuvas após a aplicação, para a absorção total do produto.
Aplicado nas doses recomendadas, MOST não é fitotóxico as culturas indicadas.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

O uso continuado de herbicidas com o mesmo mecanismo de ação pode contribuir para o aumento de população de plantas daninhas a ele resistentes.
Como prática de manejo de resistência de plantas daninhas deverão ser aplicados herbicidas, com diferentes mecanismos de ação, devidamente registrados para a cultura. Não havendo produtos alternativos recomenda-se a rotação de culturas que possibilite o uso de herbicidas com diferentes mecanismos de ação. Para maiores esclarecimentos consulte um Engenheiro Agrônomo.

Compatibilidade

Não se conhecem casos de incompatibilidade