Bula Nicosulfuron Nortox - Nortox
CME MILHO (SET/20) US$ 3,114 (0,39%)
| Dólar (compra) R$ 5,34 (0,94%)

Bula Nicosulfuron Nortox

Nicossulfurom
4116
Nortox

Composição

Nicossulfurom 40 g/L

Classificação

Terrestre/Aérea
Herbicida
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Seletivo, Sistêmico, Pós-emergência

Bombona (plástico): 5; 10; 20; 50; 200 L

Contentor intermediário (IBC) - (plástico): 500; 1000 L

Garrafa (plástico): 0,5; 1 L

Tambor (metálico/plástico): 110; 125; 200 L

INSTRUÇÕES DE USO

Nicosulfuron Nortox é um herbicida sistêmico seletivo de ação de pós-emergência apresentado na formulação suspensão concentrada para controle de plantas daninhas tanto de folhas largas como gramíneas indicadas que infestam a cultura do milho.
CULTURA
É indicado para a cultura de milho tanto no sistema de plantio convencional como no plantio direto.

MODO DE AÇÃO DO PRODUTO EM RELAÇÃO AO ALVO BIOLÓGICO

A absorção do produto se dá via foliar e radicular, e assim é rapidamente translocado aos meristemas apicais das plantas. O mecanismo de ação consiste na inibição e ação da acetolactase (ALS) também chamada acetohydroxyacid synthase (AHAS), enzima chave na biossíntese dos aminoácidos isoleucina e valina. O Nicossulfurom interrompe a divisão celular das plantas daninhas cerca de duas horas após a sua aplicação; as plantas afetadas apresentam-se inicialmente com coloração amarelada, passando a vermelho-púrpura. A morte das plantas daninhas ocorre dentro de 7 a 21 dias, dependendo do estágio da mesma no momento da aplicação.

MODO DE APLICAÇÃO E EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO

Aplicação terrestre:
Nicosulfuron Nortox é aplicado em pulverização na pós-emergência das plantas daninhas quando as mesmas estiverem no início de seu desenvolvimento (de 2 a 6 folhas) e quando a cultura do milho estiver com 2 a 6 folhas (10 a 25 cm de altura) de desenvolvimento. O produto deve ser aplicado quando as plantas daninhas apresentarem um bom desenvolvimento vegetativo, evitando período de estiagem prolongada, respeitando as condições de velocidade do vento inferior a 10 km/hora, temperatura menor que 25ºC e umidade relativa do ar inferior a 60%, excesso de chuva ou com o milho em precárias condições vegetativas, fitossanitárias ou coberto de orvalho.
Para preparação da calda, abasteça o pulverizador até 3/4 de sua capacidade, adicione a dose recomendada de Nicosulfuron Nortox mantendo um mínimo de agitação para uniformização da calda. Coloque a dose indicada do herbicida Nicosulfuron Nortox em um recipiente com água a parte para se obter uma pré-diluição do produto e adicione ao tanque do pulverizador, após isso complete o volume restante do pulverizador com água e aplique de imediato sobre o alvo biológico.
Para se obter uma distribuição uniforme de Nicosulfuron Nortox sobre cultura do milho, recomenda-se utilizar pulverizador tratorizado com barra, equipados com bicos de jato em leque, com angulo 80º ou 110 º. Os bicos regulados que proporcionem densidade de 20 gotas/cm² com tamanho de 200 a 400 micra. O volume para a aplicação terrestre é de 150 a 200 litros de calda por hectare.

Aplicação aérea:
Em aplicações aéreas devem obedecer vazões entre 30 a 50 L/ha de calda e observar ventos até 10 km/hora. Para maiores esclarecimentos consulte um Engenheiro Agrônomo.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Observar o intervalo de segurança (carência) de 45 dias para a cultura de milho.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite entrar antes desse período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPI's) recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

• O produto necessita de uma hora sem chuva após a aplicação para não ter seu efeito reduzido por lavagem do produto;
• Não adicionar adjuvante à calda de aplicação;
• Não aplicar o produto nas culturas de sorgo, milheto e milho pipoca;
• Não aplicar Nicosulfuron Nortox nas seguintes cultivares de milho: AG-2003, Agromen-210, C211, CO-11, FT-9043, P-3230 e ICI-8551.
• Objetivando evitar elevada fitoxicidade na cultura do milho, respeitar um intervalo de sete dias entre a aplicação de Nicosulfuron Nortox e a aplicação de produtos organofosforados bem como entre as adubações nitrogenadas e vice-versa.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

A rotação de culturas pode permitir também rotação nos métodos de controle das plantas infestantes que ocorrem na área. Além do uso de herbicidas, outros métodos são utilizados dentro de um manejo integrado de plantas infestantes, sendo eles o controle manual, o controle mecânico, através de roçadas ou cultivadores, a rotação de culturas e a dessecação da área antes do plantio os mais utilizados e eficazes.

NICOSULFURON NORTOX é um herbicida composto por Nicossulfurom, pertencente ao grupo das Sulfoniluréia, que apresentam como modo de ação a inibição da enzima acetolactato sintase (ALS). Após a absorção, são rapidamente translocados para áreas e crescimento ativo (meristemas, ápices), ocasionando a morte das plantas devido a incapacidade de produzir os aminoácidos essenciais.
Classificado no grupo B segundo classificação internacional do HRAC (Associação Brasileira de Ação à Resistência de Plantas Daninhas a Herbicidas).
O uso sucessivo de herbicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população da planta daninha alvo resistente a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e um consequente prejuízo.
Como prática de manejo de resistência de plantas daninhas e para evitar os problemas com a resistência, seguem algumas recomendações:
• Rotação de herbicidas com mecanismos de ação distinto do Grupo B para o controle do mesmo alvo, quando apropriado.
• Adotar outras práticas de controle de plantas daninhas seguindo as boas práticas agrícolas.
• Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto.
• Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e a orientação técnica da aplicação de herbicidas.
• Informações sobre possíveis casos de resistência em plantas daninhas devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas (SBCPD: www.sbcpd.org), Associação Brasileira de Ação à Resistência de Plantas Daninhas aos Herbicidas (HRAC-BR: www.hrac-br.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).