Bula Noctovirus Hear Max

acessos
Baculovirus Helicoverpa armigera (HearSNPV)
1714E
Isca Tecnologias

Composição

Baculovirus Helicoverpa armigera (HearSNPV) 7 g/L Inseticida biológico

Classificação

Inseticida biológico
I - Extremamente tóxica
I - Produto extremamente perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Inseticida biológico
Algodão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Helicoverpa
(Helicoverpa armigera)
500 mL p.c./ha 150 a 300 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Faça a reaplicação em caso de reinfestação. Tendo em vista o tipo de produto, não é necessário se estabelecer intervalo de segurança. Iniciar a aplicação assim que as armadilhas de monitoramento indicarem populações da praga acima do nível de controle estabelecido para a cultura. O Noctovirus Hear Max é eficiente para controlar lagartas pequenas (até 13 mm de comprimento)
Soja Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Helicoverpa
(Helicoverpa armigera)
200 a 375 mL p.c./ha 150 a 300 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Faça a reaplicação em caso de reinfestação. Tendo em vista o tipo de produto, não é necessário se estabelecer intervalo de segurança. Iniciar a aplicação assim que as armadilhas de monitoramento indicarem populações da praga acima do nível de controle estabelecido para a cultura. O Noctovirus Hear Max é eficiente para controlar lagartas pequenas (até 13 mm de comprimento)

MODO DE APLICAÇÃO
Noctovirus Hear MAX é um inseticida biológico composto por vírus, sendo fundamentais cuidados no transporte, preparo de calda e aplicação. Para ter a máxima eficiência do Noctovirus Hear MAX siga rigorosamente os seguintes parâmetros:
• O produto deve ser armazenado em temperaturas baixas, para períodos superiores a dois
anos (-18°C), períodos menores que dois anos (5°C), período menores que um mês (25°C). Para o transporte evite temperaturas superiores a 40°C, o armazenamento em temperatura ambiente não deve ser superior a três dias.
• Utilize para pulverização água com pH neutro (pH 6,0 a 7,0), fontes de água ácidas ou
alcalinas comprometem a eficiência da formulação.
Antes de acrescentar o produto no tanque do pulverizador, faça uma pré-mistura do Noctovirus Hear MAX em um recipiente com água e dilua adequadamente. Depois de colocar a pré-mistura no tanque, mantenha agitação constante da calda. Uma vez aberto produto deve ser armazenado em temperaturas baixas para conservação da eficiência.
Para evitar o efeito nocivo da radiação solar e altas temperaturas, faça a aplicação preferencialmente no final da tarde, com temperaturas abaixo de 35°C. Ao aplicar o produto nas folhas, o vírus deve ser ingerido pelas lagartas ao se alimentarem. A ação do Noctovirus Hear MAX pode ser observada por até uma semana, neste período a mortalidade das lagartas ocorre de forma progressiva.
Evite manter a calda parada por longo período no tanque do pulverizador, aplique o mais rápido possível.
Em aplicações terrestres evite gotas pequenas, especialmente em condições de vento e baixa umidade relativa, utilize vazão de 150 a 300 litros por hectare. Noctovirus Hear MAX pode ser aplicado através de sistemas de irrigação.
Para aplicação aérea o volume recomendado é de 30 a 40 litros por hectare, tomando cuidado com fatores que possam aumentar o risco de deriva (alta velocidade do vento e baixa umidade relativa).
1.5. INTERVALO DE SEGURANÇA:
Tendo em vista o tipo de produto, não é necessário se estabelecer intervalo de segurança.
1.6. INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: Não se aplica para o caso de agentes biológicos de controle.
1.7. LIMITAÇÕES DE USO:
• Não aplicar em dias chuvosos.
• Não aplicar com umidade nas plantas, ventos fortes e horas mais quentes do dia.
• Utilize Noctovirus Hear MAX nas condições indicadas peio rotulo e bula.
• Aplique Noctovirus Hear MAX no inicio da infestação, ou seja, quando as lagartas estiverem pequenas (até 7 mm de comprimento).
• Noctovirus Hear MAX é compatível com a maioria dos fungicidas, fertilizantes foliares e outros inseticidas, não é compatível com formulações que contenham cobre.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre MIP, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

Qualquer agente de controle de inseto pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se o inseto alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. O Comitê Brasileiro de Ação a Resistência a Inseticidas — IRAC-BR recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI), visando prolongar a vida Útil dos mesmos:
• Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga.
• Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula.
• Incluir outros métodos de controle de insetos (ex: Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP), quando disponível e apropriado.