Bula Ramexane 850 PM

acessos
Oxicloreto de cobre
3228104
Sipcam Nichino

Composição

Oxicloreto de cobre 850 g/kg Inorgânico

Classificação

Fungicida
IV - Pouco tóxico
III - Produto perigoso
Não inflamável
Corrosivo
Pó molhável (WP)
Contato
Abacate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum gloeosporioides)
200 g p.c./100 L de água 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Amendoim Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha castanha
(Cercospora arachidicola)
2 a 2,5 kg p.c./ha - - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Mancha preta
(Cercospora personata)
2 a 2,5 kg p.c./ha - - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Verrugose
(Sphaceloma arachidis)
2 a 2,5 kg p.c./ha - - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
250 g p.c./100 L de água 500 a 1000 L de calda/ha - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Requeima
(Phytophthora infestans)
250 g p.c./100 L de água 500 a 1000 L de calda/ha - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Café Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum coffeanum)
2 a 4 kg p.c./ha 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Ferrugem do cafeeiro
(Hemileia vastatrix)
2 a 4 kg p.c./ha 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Olho pardo
(Cercospora coffeicola)
2 a 4 kg p.c./ha 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Citros Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Verrugose
(Elsinöe fawcetti)
250 g p.c./100 L de água 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Figo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem da figueira
(Cerotelium fici)
200 g p.c./100 L de água 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Goiaba Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem
(Puccinia psidii)
200 g p.c./100 L de água 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Maçã Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Sarna da maçã
(Venturia inaequalis)
300 g p.c./100 L de água 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Manga Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum gloeosporioides)
300 g p.c./100 L de água 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Pêssego Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Podridão parda
(Monilinia fructicola)
200 g p.c./100 L de água 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Tomate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
250 g p.c./100 L de água 500 a 1000 L de calda/ha - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Requeima
(Phytophthora infestans)
250 g p.c./100 L de água 500 a 1000 L de calda/ha - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas
Uva Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Míldio
(Plasmopara viticola)
250 g p.c./100 L de água 0,5 a 1,8 L de calda / planta - 10 a 15 dias. Sem restrição para culturas indicadas. É aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Pode ser repetida a dose em 10 a 15 dias, dependendo da chuva e umidade do ar que são favoráveis às doenças fúngicas

Peso líquido: 0,5; 1,0; 2,0; 5,0; 10; 25 e 50 Kg.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALOS DE APLICAÇÃO:
RAMEXANE 850 WP é aplicado preventivamente no controle das doenças indicadas. Podem ser repetidas a cada 10-15 dias, dependendo das chuvas e da umidade do ar, que são favoráveis às doenças fúngicas.

MODO DE APLICAÇÃO:
RAMEXANE 850 WP é aplicado em pulverização via terrestre utilizando-se equipamentos tratorizados de barra ou costais. A quantidade de calda varia de 500 a 1000 litros por ha para tomate e batata, e de 0,5 a 1,8 litros por planta para frutíferas.

LIMITAÇÕES DE USO:
Aplicado nas doses recomendadas, RAMEXANE 850 WP não é fitotóxico às culturas indicadas.

MEDIDAS GERAIS E PRIMEIROS SOCORROS: Durante a manipulação, preparação da calda ou aplicação, use macacão com mangas compridas, botas e chapéu. Leia e siga as instruções do rótulo. Mantenha o produto afastado de crianças e animais domésticos. Evite comer, beber ou fumar durante o manuseio ou aplicação do produto. Mantenha o produto afastado de alimentos ou de ração animal. Não contamine lagos, fontes, rios e demais coleções de água, levando as embalagens ou aparelhagem aplicadora, bem como lançando-lhes seus restos. Mantenha a embalagem original sempre fechada e em lugar seco e ventilado. Inutilize e enterre profundamente as embalagens do produto. Mantenha afastados das áreas de aplicação, crianças, animais domésticos e pessoas desprotegidas por um período de 7 dias após a aplicação do produto. Não utilize equipamentos com vazamentos. Não desentupa bicos, orifícios, válvulas, tubulações, etc., com a boca. Uso exclusivamente agrícola. Após a utilização do produto, remova as roupas protetoras e tome banho. Não dê nada por via oral a uma pessoa inconsciente. Distribua o produto da própria embalagem sem contato manual. Procure imediatamente assistência médica em qualquer caso, se suspeito de intoxicação. Aplique somente as doses recomendadas. Não distribua o produto com as mãos desprotegidas; use luvas impermeáveis. Mantenha a embalagem longe do fogo. Em caso de ingestão acidental, provoque vômito e procure imediatamente o médico, levando a embalagem ou o rótulo do produto. Evite a inalação ou aspiração do produto. Evite o contato com a pele. Caso isso aconteça, lave as partes atingidas com água e sabão em abundância e, se houver sinais de irritação, procure um médico. Evite o contato com os olhos. Caso isso aconteça, lave-os imediatamente com água corrente durante 15 minutos e procure um médico, levando a embalagem ou o rótulo do produto. Manuseie o produto em local arejado.

SINTOMAS DE ALARME: Náuseas, vômitos, diarréia, colapso, convulsões, icterícia, anúria, pneumonite química, febre, excitação do sistema nervoso central seguida de depressão. Lesões necróticas nos contatos prolongados com a pele e mucosas. Se não houver vômitos, poderá ocorrer absorção gradual e intoxicação, que poderá evoluir para a morte em poucos dias.

ANTÍDOTO E TRATAMENTO (informações para uso médico): Lavagem gástrica com ferricianeto de potássio ou suspensão de carvão animal ativado. Penicilamina em casos agudos e crônicos. Transfusão de sangue nos casos graves. Tratamento sintomático.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de doenças (ex. controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Doenças (MID) quando disponíveis e apropriados.

Qualquer agente de controle de doenças pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência. O Comitê Brasileiro de Ação a Resistência a Fungicidas (FRAC-BR) recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência visando prolongar a vida útil dos fungicidas:
- Qualquer produto para controle de doenças da mesma classe ou de mesmo modo de ação não deve ser utilizado em aplicações consecutivas do mesmo patógeno, no ciclo da cultura.
- Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula.
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.

Compatibilidade

Incomp. com TMTD, dicloran, carbamatos e cloropropilato.