Bula Topsin 500 SC.

acessos
Thiophanate methyl
388804
Iharabras

Composição

Thiophanate methyl 500 g/L Benzimidazóis

Classificação

Fungicida
IV - Pouco tóxico
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Sistêmico
Ervilha Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha de ascochyta
(Ascochyta pisi)
100 mL p.c./100L água 400 a 500 L de calda/ha - 7 a 10 dias. 14 dias. Iniciar nos primeiros sintomas
Mancha de ascochyta
(Ascochyta pinodes)
100 mL p.c./100L água 400 a 500 L de calda/ha - 7 a 10 dias. 14 dias. Iniciar nos primeiros sintomas
Feijão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Erysiphe polygoni)
0,5 a 0,75 mL p.c./100L água 400 a 500 L de calda/ha - 10 dias. 14 dias. 20 dias após a emergência
Maçã Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mofo cinzento
(Botrytis cinerea)
100 mL p.c./100L água - - - 7 dias. -
Oídio
(Podosphaera leucotricha)
100 mL p.c./100L água - - - 7 dias. -
Podridão parda
(Monilinia fructicola)
100 mL p.c./100L água - - - 7 dias. -
Sarna da maçã
(Venturia inaequalis)
100 mL p.c./100L água - - - 7 dias. -
Sarna do pessegueiro
(Cladosporium carpophilum)
100 mL p.c./100L água - - - 7 dias. -
Melão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum orbiculare)
100 mL p.c./100L água 400 a 500 L de calda/ha - 7 a 10 dias. 14 dias. Início da frutificação
Morango Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha de diplocarpon
(Diplocarpon earlianum)
100 mL p.c./100L água 400 a 500 L de calda/ha - - 14 dias. Florescimento
Mancha foliar
(Mycosphaerella fragariae)
100 mL p.c./100L água 400 a 500 L de calda/ha - - 14 dias. Florescimento
Tomate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Podridão de esclerotinia
(Sclerotinia sclerotiorum)
100 mL p.c./100L água 400 a 500 L de calda/ha - 10 dias. 14 dias. Primeiros sintomas
Septoriose
(Septoria lycopersici)
100 mL p.c./100L água 400 a 500 L de calda/ha - 10 dias. 14 dias. Primeiros sintomas
Trigo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Fusariose
(Fusarium graminearum)
0,7 mL p.c./100L água - 20 a 30 L de calda/ha (aéreo) Início do florescimento. 14 dias. Fase de emborrachamento

Frascos plásticos de 1 L.
Bombona plástica de 5 e 6 L.
Saco plástico de 1, 2, 5 e 6 L.
Bag in box de fibra de papel com bolsa plástica interna de 20 L.

FORMA DE APLICAÇÃO: Para equipamento tratorizado com barra, usar um volume normal de calda (400-500 l/ha) ou alto volume, produzindo gotas de 80-100 u e 50-70 gotas/cm2, a uma velocidade de 3-6 km/h e pressão de 300-400 lb/pol2. Bicos cônicos tipo JA - 2 ou similares.

PULVERIZAÇÃO AÉREA, COM BARRA: 20-30 l de solução/ha; altura de vôo: 3-4 m sobre a cultura; largura da faixa de deposição efetiva: 20 m; tamanho de gota: 90-110 u; densidade da gota: 60-80 gotas/cm2; pressão de trabalho de barra, 30-40 lb/pol2; bicos cônicos com pontas D6 a D12 com disco (core) com ângulo inferior a 45º.

PARA PULVERIZAÇÃO AÉREA COM MICRONAIR, o ângulo de pá deve ser reajustado para se obter a densidade e tamanho de gotas desejados.

CONDIÇÕES CLIMÁTICAS: Observações locais deverão ser efetuadas visando evitar perdas por deriva e evaporação.

DOSES DE APLICAÇÃO: Indicação Geral: - 100 ml do produto comercial em 100 litros de água em cobertura uniforme das plantas. No caso de culturas anuais usar de 400 litros de calda por hectare, para mais (alto volume) e em árvores gastar de 2 a 15 litros de calda por planta, conforme o tamanho da mesma.

INDICAÇÕES ESPECÍFICAS:

BANANA: usar 60 ml por 100 litros de água. Usar um volume de calda de 100 litros/ha.

SERINGUEIRA: em mudas, no viveiro, aplicar 150 ml/100 l de água. Em pés adultos, aplicar 400 a 600 ml por hectare.

TRIGO: utilizar a dosagem de 0,7 l/ha.

INÍCIO, NÚMERO E ÉPOCAS OU INTERVALOS DAS APLICAÇÕES: Iniciar os tratamentos tão logo apareçam os primeiros sintomas das doenças, e, até em alguns casos fazer tratamento de prevenção. Repetir com intervalos de 7 a 10 dias, se necessário. No caso específico de cultura do trigo, fazer a primeira aplicação na fase de emborrachamento e a segunda na fase de florescimento.

LIMITAÇÕES DE USO: PERÍODO DE CARÊNCIA: Para produtos destinados à alimentação, suspender as aplicações 14 dias antes da colheita.

FITOTOXICIDADE: Ausente nas dosagens indicadas.

OUTRAS RESTRIÇÕES: não há.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO: Durante a manipulação, preparação da calda ou aplicação, use macacão com mangas compridas, botas e chapéu.

MEDIDAS GERAIS E PRIMEIROS SOCORROS: MEDIDAS GERAIS: Leia e siga as instruções do rótulo. Mantenha o produto afastado de crianças e animais domésticos. Evite comer, beber ou fumar durante o manuseio ou aplicação do produto. Mantenha o produto afastado de alimentos ou de ração animal. Não contamine lagos, fontes, rios e demais coleções de água, lavando as embalagens ou aparelhagem aplicadora, bem como lançando-lhes seus restos. Mantenha a embalagem original sempre fechada e em lugar seco e ventilado. Inutilize e enterre produndamente as embalagens do produto. Mantenha afastado das áreas de aplicação, crianças, animais domésticos e pessoas desprotegidas por um período de 7 dias após aplicação do produto. Não utilize equipamentos com vazamentos. Não desentupa bicos, orifícios, válvulas, tubulações, etc. com a boca. Uso exclusivamente agrícola. Após a utilização do produto, remova as roupas protetoras e tome banho. Não dê nada por via oral a uma pessoa inconsciente. Distribua o produto da própria embalagem, sem contato manual. Procure imediatamente assistência médica em qualquer caso de suspeita de intoxicação. Aplique somente as doses recomendadas. Não distribua o produto com as mãos desprotegidas, use luvas impermeáveis. Mantenha a embalagem longe do fogo. Não aplique o produto na presença de ventos.

PRIMEIROS SOCORROS: Em caso de ingestão acidental, provoque vômito e procure imediatamente um médico levando a embalagem ou o rótulo do produto. Evite a inalação ou aspiração do produto. Caso isso aconteça, remova o paciente para local arejado. Evite contato com a pele. Caso isso aonteça, lave as partes atingidas com água e sabão em abundância e se houver irritação, procure o médico, levando a embalagem ou o rótulo do produto. Evite contato com os olhos. Caso isso aconteça, lave-os imediatamente com água corrente durante 15 minutos e se houver sinais de irritação procure um médico levando a embalagem ou o rótulo do produto.

SINTOMAS DE ALARME: Não há sintomatologia observada.

ANTÍDOTO E TRATAMENTO: Tratamento a critério médico, conforme sintomatologia manifestada.

Persistência e degradação no ambiente: O princípio ativo apresenta uma persistência CURTA no ambiente. Deslocamento no ambiente: O produto apresenta um deslocamento pequeno para as regiões vizinhas.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

Seguir as informações atualizadas de manejo de resistência do FRAC-BR.
Qualquer agente de controle de doenças pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência. O Comitê Brasileiro de Ação a Resistência à Fungicidas - FRAC-BR - recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência visando prolongar a vida útil dos fungicidas:
-qualquer produto para cntrole de doenças da mesma classe ou do mesmo modo de ação não deve ser utilizado em aplicações consecutivas do mesmo patógeno, no ciclo da cultura;
-Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula;
-Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação.

Compatibilidade

Incomp. com cúpricos e prod. de reação alcalina.