CI

Vale do Rio Pardo (RS) quer volta do Banco da Terra


Os municípios do Vale do Rio Pardo no RS reivindicam ao governo federal que retome o Banco da Terra, liberando recursos para financiar a compra de terras a pequenos agricultores. Cerca de 800 integrantes de famílias já beneficiadas pelo projeto na região participaram ontem de um encontro em Vera Cruz. O objetivo foi demonstrar o impacto social e econômico da iniciativa e integrar os participantes.

O evento foi aberto oficialmente pelo governador Germano Rigotto, acompanhado pelo secretário do Gabinete de Reforma Agrária, Vulmar Leite. Ao final, foi elaborado um relatório, a ser enviado ao ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, reivindicando a continuidade do programa.

Até agora, 598 famílias da região foram beneficiadas com R$ 10,774 milhões aplicados na compra de 6.155 hectares. Conforme a Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp), promotora do encontro, a média das propriedades adquiridas com o financiamento é de 10,3 hectares. Cada família recebeu em média R$ 18 mil. Na área total, foram produzidos, no último ano, 3 mil toneladas de fumo, cuja renda bruta chegou a R$ 11 milhões, e 70 mil sacas de milho, o equivalente a R$ 1 milhão. Segundo o presidente da Amvarp e prefeito de Vera Cruz, Heitor Petry, mais de duas mil famílias ainda aguardam os recursos do Banco da Terra.

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.