CI

Missão dos EUA chega hoje ao RS


Objetivo é inspecionar serviços de defesa animal para avalizar importações de carne bovina gaúcha.

Chega hoje ao Estado a missão técnica norte-americana que fará a inspeção de postos de fronteiras, escritórios veterinários e serviços de defesa animal. A comitiva do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) realizará vistorias nos municípios de Uruguaiana, Santana do Livramento, Bagé e Alegrete a fim de avaliar as condições técnicas dos estabelecimentos para a importação de carne bovina in natura

Antes de cumprir o roteiro, o grupo participará de uma rápida reunião na Delegacia Federal do Ministério da Agricultura, em Porto Alegre, quando serão apresentadas as ações e controles realizados na área sanitária no Estado. O delegado federal do Mapa no RS, Francisco Signor, lembra que a visita ao país é resultado de negociações do Mapa no agronegócio internacional. Da aprovação dos norte-americanos depende a abertura do mercado para carne in-natura, nunca vendida antes pelo Brasil aos EUA. Signor está confiante no sucesso das negociações, pelo fato de o status sanitário do RS ser o mesmo do Uruguai, que também registrou focos de aftosa mas já está autorizado a vender aos EUA.

O diretor-executivo do Sicadergs, Zilmar Moussale, também espera pelo passaporte, que permitirá ingresso nos mercados canadense e mexicano. "Temos grandes chances de passar na análise de risco, uma vez que SC não vacina e o Uruguai está liberado." Segundo o dirigente, a cota brasileira será de 30 mil toneladas de recortes de dianteiro para produção de hamburguer, volume isento de imposto.

Mas, mesmo com aprovação do USDA, a liberação da carne brasileira ainda terá de enfrentar uma consulta pública, onde serão ouvidos criadores e indústrias norte-americanos. Com isso, a previsão do Sicadergs é de que a abertura do mercado ocorra no prazo de um ano. Até lá, os negócios brasileiros com os EUA se restringirão à carne cozida enlatada.

Na última sexta-feira, uma comitiva de técniucos da Rússia também esteve no Estado, inspecionando entrepostos frigoríficos da Cesa em Caxias do Sul e Capão do Leão. O objetivo foi avaliar as condições de estocagem de carne suína, bovina e de frango, destinada à exportação àquele país.

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.