Agronegócio

Brasil bate recorde no registros de novos agroquímicos em 2016

O dobro do ano passado
Por: -Leonardo Gottems
1117 acessos

O Brasil registrou um recorde histórico no registros de novos agroquímicos em 2016, anuncia o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. De acordo com o Mapa foram registrados 277 novos produtos, o que representa um aumento de 99,2% em relação ao ano anterior, quando haviam sido registrados 139 defensivos.

O resultado do ano passado também é muito superior à média histórica anual, que é de 140 registros. Anteriormente o ano no qual houve o maior número de processos aprovados havia sido o de 2007, quando foram registrados 203 novos produtos. 

O maior aumento foi registrado no Produtos Técnicos Equivalentes (PTE), que são popularmente chamados de genéricos. Foram 161 agroquímicos aprovados em 2016, uma alta de 374% na comparação com o ano anterior, quando foram registrados 43 PTE. 

O Ministério da Agricultura ressalta também o aumento expressivo de 65% em registros de novos produtos biológicos e/ou orgânicos. Foram aprovados 38 pedidos no ano passado ante os 23 de 2015.

Na avaliação do coordenador geral de Agroquímicos e Afins do Departamento de Fiscalização de Insumos Agrícolas do Mapa, Júlio Britto, “a inclusão de novos produtos para o controle de pragas, evita a redução da produtividade, a criação de resistência aos agrotóxicos e a elevação de custos ao agricultor, pela maior disponibilidade no mercado”.

Veja também

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink