Argentina entra na briga e milho exportação do BR cai
CI
COMÉRCIO INTERNACIONAL

Argentina entra na briga e milho exportação do BR cai

Em relação ao milho paraguaio, os preços caem e isso pode favorecer o Brasil
Por: -Leonardo Gottems

A forte competição dos preços menores da Argentina pressionou os prêmios no Brasil que recuaram nesta quarta-feira, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroconômica. “Os embarques para julho fecharam a US$ 331/t; agosto fechou a US$ 314; setembro fechou a US$ 314, nos portos de Santos-SP ou Tubarão-ES. Os preços dos embarques em Barcarena/Itaqui fecharam a US$ 305/t para agosto e setembro”, comenta.

O milho argentino voltou a recuar seguindo Chicago. “Com a nova alta em Chicago os preços para os navios Handysize subiram: julho recuaram para US$ 296/t; agosto fechou a US$ 286 e setembro a US$ 288. Outubro, novembro e dezembro não foram cotados. Para safra nova, março23 também não houve cotação nesta quarta-feira. Para os navios Panamax, os preços fecharam a US$ 310/t para julho e foram cotados a US$ 298 agosto, setembro e outubro, não foram cotados”, completa.

Em relação ao milho paraguaio, os preços caem e isso pode favorecer o Brasil. “Mercado bloqueado para cereais no novo cenário de preços. Com as fortes quedas registradas nos preços durante o dia, o mercado FAS se afastou da intenção de venda, dificultando as negociações. Depois de atingir valores de até 255,00 U$D/MT FAS Assunção entre quinta e sexta da semana passada, vimos este destino fechar com valores de 240,00 U$D/MT durante o dia muito distante os valores trabalhados e ainda mais que os 260,00 U$D/MT pedidos por alguns vendedores”, indica.

“Essa situação provavelmente favorecerá o fluxo para o Brasil, onde os compradores mantiveram suas indicações estáveis e conseguiram realizar compras pontuais. O volume de vendas para o país vizinho só não é maior porque os vendedores estão colocando margens de segurança em suas contas para possíveis problemas logísticos que ocorrerão no pico do movimento e isso é um pouco diferente dos números apresentados pelos compradores”, conclui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.