Infocafé de 07/02/19

Infocafé

Infocafé de 07/02/19

O dólar comercial fechou em leve alta de 0,12%
Por:
26 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

N.Y finalizou a quinta-feira em baixa, a posição março atingiu a mínima de -1,95 pontos fechando com -1,20 pts.

O dólar comercial fechou em leve alta de 0,12%, cotado a R$ 3,7110. No cenário externo, o mercado repercutia uma queda inesperada na produção industrial da Alemanha, maior economia europeia, em dezembro. O dado divulgado nesta quinta-feira reforça temores de desaceleração econômica também na Europa.

Nos EUA, investidores estavam mais otimistas. Na véspera, o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, disse que a economia do país está em boas condições e se mostrou resistente até agora a choques como a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia. O Banco Central brasileiro vendeu nesta sessão 10,33 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 2,582 bilhões do total de US$ 9,811 bilhões que vencem em março.

 A expectativa para as vendas do café nos próximos anos continua sendo de crescimento. A Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) apresentou hoje um estudo da Euromonitor que estima crescimento anual em 3,5%, em média, até 2021. Caso esse número se concretize, o consumo interno de 2021 alcançará 23,3 milhões de sacas. "A qualidade continua extremamente importante, a retomada do poder aquisitivo dos brasileiros deve resultar em mais estabelecimentos como cafeterias, e o componente de benefício para a saúde é fundamental. Há cada vez mais estudos confirmando o benefício do café para a saúde, o que estimula muito o consumo entre jovens", afirmou o diretor executivo da Abic, Nathan Herszkowicz.

A Euromonitor também estimou que, até 2021, o café em pó terá ligeira queda na participação do mercado, enquanto o grão torrado e as cápsulas devem crescer. O dado é corroborado por levantamento da Abic, que mostra um espaço cada vez maior de cafés considerados "superiores" ou "gourmets" nas gôndolas de supermercados. De acordo com Herszkovicz, a expectativa para a safra 2018/19 de café no Brasil também têm sido positivas. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink