Infocafé de 15/04/19

Infocafé

Infocafé de 15/04/19

N.Y. finalizou a segunda-feira em alta
Por:
7 acessos

N.Y. finalizou a segunda-feira em alta, a posição maio oscilou entre a mínima de -0,55 pontos e máxima de +1,30 fechando com +1,00 pts.

O dólar comercial fechou em queda de 0,52%, cotado a R$ 3,8690. Ainda na esteira do imbróglio de sexta-feira, quando o presidente Jair Bolsonaro confirmou ter pedido à Petrobras para segurar um reajuste de 5,7% do diesel, o mercado aguarda o resultado de reuniões previstas entre membros do governo, inclusive o ministro da Economia, Paulo Guedes, para tratar do tema. Prevalece entre agentes financeiros um clima de cautela em relação ao episódio envolvendo a Petrobras, movidos pela percepção de que a intervenção pode ter colocado o governo em uma posição mais complicada no lado político, o que alimenta temores sobre impacto na aprovação da Previdência.

Durante a primeira reunião do Conselho Deliberativo da Política do Café, nesta quinta-feira (11), a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina ouviu sobre as dificuldades enfrentadas pela cafeicultura no momento. De acordo com a ministra, há uma grande oferta de café no mercado mundial, o que resulta na queda do preço. Ela destacou a importância da reunião para discutir a criação de políticas que possam proteger os pequenos produtores da redução no valor do produto. “Hoje existe um excesso de oferta de café no mundo e ai o mercado brasileiro naturalmente tem um efeito desse excesso lá fora. Isso é que nós estamos tratando para minimizar esse efeito dessa baixa de preço que reflete no produtor rural, principalmente no pequeno produtor”.

Pela manhã, representantes da frente parlamentar do café, acompanhados de 40 prefeitos que compõe o Consórcio Público para o Desenvolvimento do Café no Sul e Sudoeste de Minas Gerais (Concafé), apresentaram algumas reivindicações para o setor. Entre os pleitos apresentados estão o da construção da rota turística do café, a implantação da rede de internet no campo e a melhoria do preço mínimo. A ministra declarou que encaminhará as solicitações. Falará com o ministro do Turismo, Marcelo Antônio, sobre a rota do café e com o ministro Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, sobre os problemas de conectividade.

“Afinal disse ela, deverá ser lançado brevemente um programa voltado para a instalação de 50 mil torres de internet em todo o país, melhorando a comunicação e, inclusive trazendo mais segurança ao homem do campo” concluiu. Finalizando, ela disse que quanto ao preço mínimo para o café, lembrou que é a Conab que faz o cálculo do preço, que tem de ser aprovado no Conselho Monetário Nacional. Tereza Cristina lembrou aos participantes que no dia 6 de maio irá ao Japão. Em Tóquio, participará de uma promoção de degustação de cafés especiais brasileiros. O evento será em uma cafeteria, que oferecerá 1.000 cafés gratuitos à população, como parte do marketing do produto nacional. E acrescentou que pretende fazer o mesmo nas próximas viagens a China e ao Vietnã. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink