Embarques do grão de soja ganham força

Imagem: Pixabay

EXPORTAÇÃO

Embarques do grão de soja ganham força

Quanto ao milho, o volume embarcado foi de apenas de 5,9 mil t
Por: -Aline Merladete
155 acessos

A Secex divulgou na última semana as exportaçõesdo agronegócio do mês de abril. Dos vinte principais produtos da cesta doagro, apenas cinco tiveram altas de preço em dóla res em relação à abril/19, dentre esses foram os produtos: milho (120%), Carne bovina in natura (15,8%) e carne suína in natura (13,9%), enquanto as maiores baixas foram de celulose (-25,2%), Suco de laranja FCOJ (-24,6%) e etanol (-21,5%).

Entretanto, vale lembrar que a moeda brasileira se desvalorizou 36,4% no comparativo abr 20/19. Quanto aos volumes embarcados em relação à abr/19, o destaque foi o etanol(1.822%) puxado pelas compras sul-coreanas para o abastecimento do mercado face à volta da circulação de carros no país.

Ainda assim, as exportações do produto somaram apenas 64,4 mil m3, equivalente a 5,4%do consumo em mar/20 no Brasil. Outro destaque foi o complexo soja, com os embarques do grão (16,3 milhões de t) e do óleo ganhando força com o aumento das aquisições dos países asiáticos. O volume acrescido ante abril/19 foi de 73% para ambos os produtos. Do outro lado da balança, os destaques negativos foram o milho (-98,3%), fumo (-27,3%) e os produtos de couro (-21,1%).

O volume exportado de café verde se manteve estável em relação ao mesmo período do ano passado (-0,3%), mas ainda assim foi um resultado acima do esperado, dado que a safra atualfoi 21%menor. No açúcar bruto (1,3 milhão de t) o aumento foi de 29,9% sobre abr/19, enquanto que o refinado (217 milt) cresceu 14,7% sobre o mesmo período. 

Esse movimento se dá devido ao prêmio do branco atrativo frente ao VHP que tem aquecido a demanda nos portos globais. Quanto ao milho, o volume embarcado foi de apenas de 5,9 mil t, uma redução de 98,3%frente à abril do ano passado.

Po rfim, no algodão, apesar das quarentenas asiáticas e de possíveis atrasos de embarques, o volume exportado foi 22,6% superior à abr/19. Já os preços foram 13,8% menores quando comparado ao mesmo mês do ano anterior, influenciados pelo cenário recessivo e pelas quedas dos preços do petróleo.

Consultoria Itaú Agro


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink