Comercialização de trigo está em ritmo lento

Trigo

Comercialização de trigo está em ritmo lento

Negócios de trigo têm sido limitados pela disparidade entre as cotações pedidas por vendedores e as ofertas por compradores
Por:
477 acessos

Os negócios de trigo têm sido limitados pela disparidade entre as cotações pedidas por vendedores e as ofertas por compradores, segundo informações do Cepea. Compradores têm reduzido o ritmo de comercialização, porque muitos devem entrar em férias coletivas nas próximas semanas.

Vendedores, por sua vez, baseados no possível aquecimento na demanda pelo cereal de boa qualidade, esperam que os valores se sustentem nos próximos meses. Quanto aos preços, no acumulado de novembro (31 de outubro e 30 de novembro), de acordo com dados do Cepea, as cotações no balcão (valor pago ao produtor) subiram 4,4% no Paraná e 2,4% no Rio Grande do Sul. Já no mercado de lote (negociações entre empresas), os valores recuaram e com força. No Rio Grande do Sul, a queda foi de 16,5%, em São Paulo, de 12,1%, em Santa Catarina, de 10,9% e de 1,7% no Paraná. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink