Precision Planting na Agrishow com pioneirismo na automação dos processos de plantio e colheita

Agrishow

Precision Planting na Agrishow com pioneirismo na automação dos processos de plantio e colheita

Equipamentos geram dados, otimizam o trabalho dos implementos e auxiliam a tomada de decisão do produtor rural brasileiro
Por:
109 acessos

Empresa especializada em tecnologias para a Agricultura de Precisão oferece 8 produtos a diversas marcas de máquinas e implementos agrícolas. Os equipamentos geram dados, otimizam o trabalho dos implementos e auxiliam a tomada de decisão do produtor rural brasileiro

A Precision Planting comemora quatro anos de atuação no país. A empresa chega à Agrishow 2019, em Ribeirão Preto (SP), para consolidar seu portfólio de produtos disponíveis ao agricultor brasileiro. A empresa é dedicada a difundir soluções para uma melhor plantabilidade no campo e oferece tanto sensores que captam as informações em cada talhão e as gerenciam, como dispositivos que atuam na resolução da atividade do plantio, gerando, consequentemente, melhores práticas agronômicas.

“Nosso principal objetivo é oferecer soluções que contribuam cada vez mais para o entendimento, por parte do agricultor, dos fatores que afetam o processo produtivo, da implantação da lavoura até a colheita, passando também pelo gerenciamento das atividades da fazenda”, explica Giancarlo Rocco, gerente de marketing da Precision Planting no Brasil. “Por meio da informação geradas por nossos sensores, é possível fazer um melhor gerenciamento dos processos oferecendo uma rápida tomada de decisão, de forma fácil e amigável, e atrelando o conhecimento humano ao sistema chegamos ao processo de automação”, acrescenta.

A linha de equipamentos da empresa, disponível para diversos modelos de máquinas e marcas do mercado, promove a captura de dados durante o trabalho dos implementos, analisa e gera informações instantâneas elevando a qualidade destes processos. O portfólio da empresa é formado pelo monitor de plantio 20¦20®, pelo distribuidor de sementes vSet®, pelo controlador de população de sementes vDrive®, pelo dispositivo de gestão de força no solo DeltaForce®, pelo sensor de produtividade de colheita YieldSense® – um dos lançamento deste ano – e pelos sensores WaveVision®, SmartFirmer®, LoadPin®, e FlowSense®, estes dois últimos, também lançados estes ano.

O monitor 20¦20® disponibiliza e gere todas as informações em tempo real no momento do plantio. É um equipamento desenhado para traduzir o conceito de plantabilidade em diversos indicadores. Informações sobre população, singulação, espaçamento, qualidade do sulco, trepidação das linhas, força no solo, são dispostas de maneira precisa e sinalizam, por meio de uma escala de cores e mapas em tempo real, as condições de plantio, permitindo precisar quais são as regulagens necessárias na máquina para evitar problemas operacionais e perdas.

A singulação de uma lavoura é algo importante. Por singulação entende-se o efeito de tornar uma semente singular, única – sem falhas nem duplas. Garantir a melhor singulação é a principal função do dosador de sementes vSet®. Com ele, os agricultores podem experimentar taxas de singulação superiores à 99%.

Para controlar a dose de sementes aplicada pelo dosador vSet®, a Precision Planting também possui o vDrive®. Com vDrive®, o agricultor pode controlar a população de sementes aplicada por hectare em tempo real, e obter espaçamento entre plantas com ainda mais perfeição. Por usar mapas de alta resolução, com centenas de informações por segundo, a aplicação fica idêntica ao planejado no mapa de aplicação, controlando cada uma das linhas como se fosse uma plantadeira independente.

A Precision Planting dispõe também de sensores específicos que permitem ao agricultor gerir diversas informações sobre a lavoura, como o WaveVision®, SmartFirmer®, YieldSense®, LoadPin® e FlowSense®.

O SmartFirmer® é um sensor para a qualidade do sulco, gerando informações sobre a limpeza, temperatura, umidade, matéria orgânica e uniformidade do sulco. E o WaveVision® é um sensor de sementes que consegue medir de forma precisa a massa das sementes, diferenciando-as de outros materiais, como torrões de terra ou até mesmo grafite.

“Com as leituras disponibilizadas pelos sensores da Precision Planting, o produtor tem acesso a mapas de alta qualidade e indicadores em tempo real, e quando aliado à produtos atuadores, levam à automação do processo. É o que acontece com a dobradinha LoadPin® & DeltaForce®.

O primeiro é um sensor de força no solo. Já o DeltaForce® é um atuador, dispositivo que permite a aplicação de força correta, a cada centímetro, em cada linha do plantio. Enquanto molas mecânicas ou pneumáticas obtêm até 85% de contato com o solo, o Delta Force chega a 98%, comandado pelo LoadPin®, exercendo pressão suficiente no solo para garantir a melhor qualidade do sulco. O contato entre solo e semente, que depende diretamente do tratamento do sulco, é o um fator fundamental para a germinação regular, precisa e sem perdas de produtividade.

Mais dois lançamentos deste ano completam a extensa linha de produtos Precision Planting: o o FlowSense® e o YieldSense®. O primeiro é um sensor de aplicações de soluções líquidas no sulco de plantio, que pode alertar o agricultor quanto à perdas de produto devido à aplicação de doses erradas, que por sua vez levam à perdas financeiras significativas.

O YieldSense, lançamento comercial deste ano na Agrishow, é o primeiro produto da empresa para a etapa da colheita. Utiliza sensores para medir informações precisas de produtividade com precisão espacial em qualquer operação. Os mapas em alta definição gerados pelo dispositivo, armazenados para gerenciamento do plantio, levam a melhores decisões sobre as futuras safras.

A disponibilização de informação precisa e em tempo real é fundamental para subsidiar o agricultor a tomar as melhores decisões no momento certo. Tão importante quanto medir os indicadores, está a arte de dominar as variáveis que impactam os indicadores a fim de obter resultados mais significativos. E a Precision Planting oferece os meios de diagnosticar (sensores) e corrigir (atuadores) problemas, levando o agricultor a resultados que ele nunca obteve – Isto é a Agricultura 4.0, e a era da automação atinge a Agricultura”, conclui Giancarlo Rocco.

 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink