Cogumelos comestíveis e mini-cenouras serão tema de exposição em shopping de Brasília

Cogumelos comestíveis e mini-cenouras serão tema de exposição em shopping de Brasília

Essas delícias integram a lista de tecnologias da Embrapa disponíveis para incubação de empresas no DF

Brasília, 26 de julho de 2006 – Além de muito saborosos, os cogumelos comestíveis e as mini-cenouras desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, têm outra qualidade fundamental: são tecnologias desenvolvidas pela Embrapa com o objetivo de baratear o cultivo e torná-lo mais atraente para os produtores rurais. Trazem ainda outro importante predicado: são tecnologias disponíveis para incubação de empresas no Distrito Federal. E o melhor: os produtores e empreendedores ligados ao agronegócio vão poder conhecer de perto essas delícias e os seus benefícios na Feira Botânica do Shopping CasaPark nos dias 29 e 30 de julho.
A incubação de empresas de base tecnológica é um mecanismo de transferência de tecnologia que estimula a inovação tecnológica e vem crescendo rapidamente no mundo, especialmente nos Estados Unidos e na Europa Ocidental. O Brasil ocupa posição de destaque no ranking mundial de incubação de empresas, tanto pelo número de incubadoras e empresas incubadas, quanto pelas taxas anuais de crescimento, sendo líder da América Latina e do hemisfério sul. A Embrapa possui um programa de incubação de empresas que tem como alvo principal empreendedores com potencial para absorver conhecimento científico ou tecnológico e que queiram desenvolver empresas inovadoras ligadas às cadeias produtivas do agronegócio.
Hoje, são nove as tecnologias desenvolvidas pelas unidades de pesquisa da Embrapa no Distrito Federal e que estão disponíveis para incubação de empresas: biorreatores para produção de mudas; cultivo de cogumelos comestíveis e medicinais; utilização de feromônios para controle biológico de pragas da agricultura; produção de mini-cenouras; equipamentos para processamento de hortaliças; produção de sementes híbridas de hortaliças; substrato micorrizado que permite aumentar a absorção de nutrientes pelas plantas; espécies nativas do cerrado; e utilização do amaranto como substituto do trigo no desenvolvimento de produtos sem glúten.
Quem visitar a Feira Botânica do Shopping CasaPark vai ter a possibilidade de conhecer melhor duas dessas tecnologias e as suas vantagens para os produtores e empreendedores rurais. Saibam mais sobre os cogumelos comestíveis e as mini-cenouras:

Cogumelos comestíveis e medicinais

A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, uma das 40 unidades da Embrapa, localizada em Brasília, DF, trouxe e adaptou para o Brasil, em 1995, a tecnologia chinesa Jun-Cao, capaz de baratear o cultivo de cogumelos, já que substitui os meios de cultivo tradicionais (troncos de árvore ou serragem) pelo uso de substrato de capim, junto com outros nutrientes.
Os cogumelos são alimento muito nutritivos - com quantidade de proteínas superior a da carne e acima de alguns vegetais e frutas, ricos em vitaminas e carboidratos, e com baixo teor de gordura. Além disso, suas propriedades medicinais vêm sendo investigadas desde a década de 70, especialmente no Japão, China, França e Estados Unidos, e hoje já se sabe que podem ser importantes aliados no tratamento complementar de muitas doenças que afligem a humanidade, como câncer, lupus, hepatite, HPV (Vírus do Papiloma Humano) e até AIDS, já que estimulam o sistema imunológico.
Hoje, a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia conta com um Banco de Cogumelos para Uso Humano com mais de 300 espécies de interesse alimentar e medicinal, incluindo: shiitake, shimeji, cogumelo salmon, e cogumelo rei, entre outros.
Mas a pesquisadora Arailde Urben, líder das pesquisas de cogumelos comestíveis e medicinais na Unidade da Embrapa, e sua equipe continuam trabalhando para enriquecer o banco e, para isso, realizam coletas periódicas de cogumelos por todo o Brasil.
Segundo Arailde, ainda há muito a ser feito para a divulgação dos cogumelos no país. “É importante que a população conheça os benefícios desses alimentos para a nutrição e a saúde e passem a incluí-los em sua dieta alimentar”, afirma. Para isso, ela promove, no mínimo, dois cursos por ano na Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia para produtores de todo o Brasil.

Produção de mini-cenouras
O processo de produção de mini-cenouras foi desenvolvido pela Embrapa Hortaliças, outra unidade da Embrapa no DF, e consiste no torneamento de pedaços da raiz de cenoura, por atrito em superfície áspera em uma máquina, transformando-os em duas variedades: bolinhas (Catetinho) e cenourinhas (Cenouretes).
As vantagens do processo de produção são: a simplicidade de processamento, o baixo custo de investimento e a possibilidade de instalação de uma rede de agroindústrias familiares próximas aos mercados consumidores. Além disso, permite a utilização de cenouras abaixo do padrão comercial como matéria-prima, um modo simples de agregar valor ao produto.

A Feira Botânica do Shopping CasaPark acontece nos dias: 29 de julho (sábado), das 10 às 21 horas, e 30 (domingo), das 10 às 18 horas.

Fernanda Diniz
Jornalista
Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia
Fones: (61) 3448-4769 e 3340-3672
E-mail: fernanda@cenargen.embrapa.br




Informações Gerais

  • 29/07/2006 à 30/07/2006
  • DF - Brasília
    Parque Estação Biológica PqEB Final da Av. W5 Norte
  • Website do Evento
  • Gratuíto

Localização do Evento