Campo Grande encerra edição 2019 do Circuito Nelore de Qualidade

EVENTO

Campo Grande encerra edição 2019 do Circuito Nelore de Qualidade

Unidade II da Friboi na capital de MS recebe 2.000 animais nos dias 19 e 20 de novembro
Por:
121 acessos

Após passar por dez estados e avaliar mais de 20 mil animais, o Circuito Nelore de Qualidade chega a sua última etapa em 2019. Promovida pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) e Associação Sul-Mato-Grossense dos Criadores de Nelore (ASCN), a avaliação das carcaças será realizada nos dias 19 e 20 de novembro na unidade II da Friboi em Campo Grande (MS). A iniciativa tem o apoio da Friboi e da Matsuda Sementes e Nutrição Animal.

"É uma grande satisfação para nós de Campo Grande encerrarmos o calendário do Circuito Nelore em 2019. Recebemos a primeira etapa do ano e na ocasião contamos com a participação ativa dos pecuaristas da região, que constataram o quão importante é essa ferramenta para o manejo do rebanho. Nossa expectativa é que essa seja uma das maiores etapas do ano, com a avaliação de 2.000 animais", comenta Antônio Celso Gaiotto, presidente da ASCN.

"Os resultados em 2019 superaram nossa estimativa inicial e acreditamos que a última etapa do circuito vá confirmar o sucesso alcançado ao longo deste ano. O relacionamento com a ACNB é muito importante e esperamos reforçar essa parceria em 2020", ressalta o diretor-executivo de Originação da Friboi, Eduardo Pedroso.  

Essa é a quarta vez no ano que Mato Grosso do Sul sedia uma etapa do Circuito Nelore, e os produtores da região têm participado da iniciativa e investido cada vez mais na produção de carne de qualidade. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Mato Grosso do Sul é o segundo estado do país com maior número de abates de bovinos, com mais de 913 mil cabeças de gado abatidas no segundo trimestre deste ano.

Durante a participação no Circuito, os animais são avaliados por suas características de idade de abate, peso e acabamento de gordura na carcaça. "O pecuarista pode relacionar esses resultados com a genética e o sistema de produção adotado", explica André Locateli, gerente-executivo da ACNB.

Após as avaliações das carcaças, os pecuaristas vencedores da etapa recebem 500 quilos de suplementos minerais da Matsuda.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink