Embrapa homenageia as festas juninas com exposição de pesquisas sobre milho, amendoim e mandioca

Embrapa homenageia as festas juninas com exposição de pesquisas sobre milho, amendoim e mandioca

Evento vai demonstrar o que a Embrapa está fazendo para tornar os principais ingredientes das festas juninas ainda mais saborosos e produtivos

Brasília, 6 de junho de 2005 – Milho, amendoim e mandioca são ingredientes que não podem faltar nos festejos juninos, comemorados em todo o país. E essa preferência tem sua explicação na origem dessas festas no Brasil, já que a data de realização está associada aos rituais de preparação e colheita desses produtos, que eram os mais importantes para os povos indígenas e negros que aqui viviam. Pois já que estamos em pleno mês de junho, a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, uma das 40 unidades de pesquisa da Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, resolveu homenagear as festas de São João, com uma exposição no Hipermercado Extra da Asa Norte, em Brasília, DF, nos dias 7 e 8 de junho, das 9 às 20 horas, na qual vai mostrar as pesquisas que vem desenvolvendo para tornar o milho, a mandioca e o amendoim ainda mais produtivos e saudáveis.

Conservar para garantir variedades melhoradas no futuro
Quem visitar o estande da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia na exposição vai conhecer as técnicas desenvolvidas para conservação desses produtos. A Unidade da Embrapa investe na coleta e conservação de espécies vegetais de modo a garantir uma maior variabilidade genética para as pesquisas de melhoramento. O estudo da diversidade genética encontrada na natureza permite identificar genes e características que podem ser usadas no desenvolvimento de variedades comerciais melhoradas para os produtores e consumidores. As sementes de milho e amendoim são armazenadas em câmaras frias com temperaturas inferiores a 20°C, onde podem permanecer por cerca de 100 anos. Já a mandioca é armazenada pela técnica de conservação in vitro , na qual parte da planta é conservada em tubos de ensaios a uma temperatura de 25°C.

Segurança biológica: Embrapa na defesa da nossa agricultura
Serão apresentadas também as pesquisas conduzidas para garantir a segurança biológica da nossa agricultura, que têm como objetivo evitar a entrada de pragas agrícolas que não existam no Brasil e que podem contaminar as culturas de milho, amendoim e mandioca, dentre outras. A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia é o órgão oficial designado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para fazer a quarentena de todas as espécies vegetais que entram no Brasil para fins de pesquisa. As plantas são analisadas nos laboratórios da Unidade para ver se apresentam insetos ou microrganismos (fungos, vírus, bactérias, nematóides e ácaros) que não existem no Brasil. Se forem detectadas pragas que já ocorram no país, as plantas são tratadas. Se as pragas forem exóticas, e não houver tratamento adequado, o material é incinerado.

Controle biológico da lagarta do cartucho do milho
A lagarta do cartucho do milho é o inseto que mais preocupa os produtores dessa cultura no Brasil e demais países do continente americano A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, em parceria com a empresa privada do DF, Bthek Biotecnologia, vem desenvolvendo um bioinseticida à base de uma bactéria ( Bacillus thuringiensis) de ocorrência natural no solo que, quando ingerida pelas lagartas do milho, causa uma doença mortal Os bioinseticidas bacterianos são inofensivos ao homem, animais e meio ambiente; já que são específicos e muito eficazes contra as pragas-alvo. Além disso; não afetam os insetos benéficos e inimigos naturais; não poluem e podem ser utilizados em conjunto com outros produtos.

Biotecnologia: clonagem de mandioca pode ajudar na preservação de espécies primitivas
Quem visitar a exposição da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia no Hipermercado Extra vai conhecer ainda o picles de raiz de reserva de mandioca que contém constituintes com propriedades funcionais na nutrição humana. Esse produto foi desenvolvido a partir de uma tecnologia desenvolvida pela Unidade para aproveitamento de raízes de reserva de mandioca. encontradas na região amazônica, com importância para a nutrição e saúde humana. Essa tecnologia permite diversificar o mercado de derivados da mandioca em uso comercial na atualidade, já que oferece novas alternativas de uso desse produto, além da tradicional produção de farinha e fécula.

A exposição da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia no Hipermercado Extra da Asa Norte acontece nos dias 7 e 8 de junho, das 9 às 20 horas.

Fernanda Diniz
Jornalista
Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia
Fones: (61) 448-4769 e 448-4770
E-mail: fernanda@cenargen.embrapa.br




Informações Gerais

  • 07/06/2005 à 08/06/2005
  • DF - Brasília
    Parque Estação Biológica PqEB Final da Av. W5 Norte
  • Website do Evento
  • Gratuíto