II Simpósio Brasil Sul de Suinocultura e I Brasil Sul Pig Fair

Como ser mais eficiente nos custos de produção de suínos em época de restrição do uso de antibióticos? Como as novas tecnologias de diagnósticos podem auxiliar para evitar perdas e aumentar ganhos? Quais são os fatores que hoje mais interferem na conversão alimentar? Estas são algumas das perguntas que serão respondidas durante o II Simpósio Brasil Sul de Suinocultura (II SBSS) e a I Brasil Sul Pig Fair. Entre os dias 4 e 6 de agosto, o simpósio vai reunir cerca de 1.000 congressistas e 60 empresas da suinocultura no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, em Chapecó, Santa Catarina.

O evento vai reunir técnicos de agroindústrias e pesquisadores das principais universidades brasileiras e estrangeiras para apontar soluções práticas para os principais assuntos do dia-a-dia das granjas brasileiras. Por isso já é consagrado como principal congresso técnico do país e como um importante centro de formação e especialização profissional.

O presidente do Núcleo Oeste de Médicos Veterinários, e organizador do evento, Miguel Canal, atribui este sucesso ao foco prático das discussões, com a preocupação de facilitar a aplicação prática dos ensinamentos. "A comissão científica do simpósio se reúne com representantes de agroindústrias antes de definir os temas. Foi uma forma de saber quais são as dificuldades práticas dos médicos veterinários e técnicos de campo no dia-a-dia. E isso faz toda a diferença", garantiu Canal. Programação destaca Sanidade, Nutrição e Produção A palestra de abertura será ministrada pelo navegador Amyr Klink, a partir das 19h15 do dia 4 de agosto. Nos outros dois dias, a programação vai ser dividida entre os módulos de nutrição, sanidade e produção.

No dia 5 um Painel de Nutrição vai aprofundar, e esclarecer, as principais questões sobre um assunto que tem tirado o sono de produtores e da agroindústria: a restrição do uso de antibióticos promotores de crescimento na produção animal.

O especialista austríaco Ferdinand Entenfellner vai falar sobre "A produção de suínos na Europa com uso restrito de antibióticos e a sua influência no modelo de produção brasileiro". Em seguida, o doutor em Bioclimatologia e nutrição de suínos, Uislei Orlando vai ministrar a palestra "Interação ambiência x nutrição". A programação da manhã será encerrada com o canadense Robert Gauthier, que vai abordar o "Uso de enzimas na nutrição de suínos".

Na parte da tarde, o simpósio continua com um painel de sanidade. O destaque será a questão sanitária e impacto na produtividade. O médico veterinário Reinaldo Favoretto vai abordar a "Análise de riscos e Controles: Segurança em Foco". Logo depois, o tema será "Novas tendências e oportunidades no controle de salmonela na suinocultura", com a doutora em Epidemiologia, Patrícia Schwarz. O médico veterinário Luiz Eduardo Ristow vai ressaltar o "Uso racional do laboratório de diagnóstico para evitar perdas e aumentar ganhos".

A programação do dia 6 está dividida entre os painéis de sanidade e produção. O professor de microbiologia veterinária e de vacinologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Luiz Felipe Caron vai apresentar os últimos avanços em "Vacinologia na suinocultura". Na seqüência, o assunto será as "Principais causas de condenação de carcaças suínas no abate", com professor de medicina veterinária da UFPR Geraldo Alberton.

O módulo de Produção vai começar com o professor da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Thomaz Lucia Junior, que vai destacar "Interpretação e gestão de bancos de dados na suinocultura". A importância da água será discutida na palestra "Qualidade da água na suinocultura: implicações produtivas e ambientais", do pesquisador da Embrapa Júlio Cesar Palhares.

A professora da Unicamp, Irenilza de Alencar Naas, vai falar sobre "Bem-estar na suinocultura: princípios e estimativas". O simpósio será encerrado com a palestra "Fatores que interferem na conversão alimentar de suínos", que será ministrada pelo médico veterinário de fomento da Perdigão e presidente da Abraves de Santa Catarina, Augusto Heck.

Eventos corporativos aprofundam discussões técnicas O encontro ainda vai ter o reforço de reuniões de empresas como Elanco, Tectron, Fort Dodge e Nutron, além da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), que vão usar o espaço para debates técnicos e de mercado. Estes eventos corporativos vão compor a programação do II SBSS nos dias 4 e 5 de agosto e terão entrada gratuita para congressistas.

Site: www.nucleovet.com.br

Telefone: (49) 3329-1640

E-mail: nucleovet@nucleovet.com.br

Informações Gerais

  • 04/08/2009 à 06/08/2009
  • SC - Chapecó
    Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes
  • Website do Evento
  • Gratuíto

Localização do Evento