Seminário Comercialização: Novos caminhos para Garantir a Rentabilidade do Setor

A crise no campo provocada pelo alto custo de produção, problemas de logística e, principalmente, pela falta de uma política agrícola, que, realmente, atenda o setor agropecuário, são preocupações constantes dos produtores rurais mato-grossenses, que já fazem parte do currículo das instituições de ensino superior no estado. É o caso da Universidade Federal do Estado de Mato Grosso (UFMT), onde os alunos do curso de Agronomia, conscientes de que não basta competência na produção de alimentos, mas também, é preciso definir uma gestão competente da propriedade para obter renda, firmaram uma parceria com a Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) para realizar o Seminário Comercialização: Novos caminhos para Garantir a Rentabilidade do Setor. O evento acontece nesta sexta-feira (10.11), a partir das 8h30, no auditório da Famev, na UFMT.

O seminário vai levar aos estudantes de Agronomia e Medicina Veterinária, pesquisadores, técnicos e produtores rurais, informações indispensáveis sobre o planejamento da atividade, crédito rural e mecanismos de comercialização das principais commodities da agropecuária mato-grossense: soja, algodão e carne bovina. “A forma de comercialização hoje é um fator muito importante no setor, por isso, nosso objetivo é conhecer as possibilidades que os produtores têm no mercado, para depois repassar a eles como melhorar o lucro, até mesmo, na exportação”, alerta Rodrigo Pozzobon, estudante de Agronomia e um dos coordenadores do evento.

Pozzobon ressaltou a importância do agronegócio para o futuro dos profissionais de agronomia, que dependem da estabilidade do setor para desenvolver seus trabalhos. “Se o produtor continuar acumulando prejuízos vai deixar de plantar e nós não, futuros agrônomos, vamos perder nosso mercado de trabalho”. Outro ponto de destaque no seminário é a demonização da agronegócio e a participação da mídia na construção de barreiras aos produtos agropecuários brasileiros no mercado mundial.

FORMAÇÃO PROFISSIONAL- De acordo com o diretor secretário da Famato, Valdir Corrêa da Silva, a discussão da crise do ponto de vista dos universitários - muitos filhos de agricultores - teve início, em meados deste ano, com a realização do Grito do Ipiranga. A dificuldade enfrentada pelos pais obrigou muitos alunos a deixar a faculdade. “A realização deste seminário é uma contribuição da entidade para a formação profissional daqueles que no futuro, vão trabalhar no setor. Neste caso, a comercialização é um dos principais temas porque o produtor precisa conhecer e ter acesso a novas alternativas para garantir a rentabilidade da lavoura”, justificou o diretor a entidade.

O evento reúne representantes das associações de produtores de soja (Aprosoja), de algodão (Ampa), das centrais de comercialização de grãos (CentroGrãos) e de bovinos (CentroBoi) , do Instituto Mato-grossense de Economia Agrícola (Imea), da Revista Produtor Rural e, ainda, do departamento de Zootecnia e Extensão Rural da UFMT.

Informações Gerais

  • 10/11/2006 à 10/11/2006
  • MT - Cuiabá
    Auditório da Famev, na UFMT
  • Gratuíto

Localização do Evento