V Simpósio de Búfalos das Américas e IV Simpósio de Búfalos da Europa e Américas

O V Simpósio de Búfalos das Américas e IV Simpósio de Búfalos da Europa e Américas será realizado entre 12 e 14 de agosto no auditório do Lanagro - Laboratório Nacional Agropecuário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA, em Pedro Leopoldo /MG. Durante o evento serão articulados debates, troca de idéias e experiências a fim de estimular e buscar alternativas para explorar o mercado bubalino com ética e consciência de sua importância e fortalecimento, além de gerar grandes negócios para um público estimado em mais de 500 criadores.

Os Simpósios visam organizar e aprimorar o desempenho profissional da categoria para melhorar a qualidade de projetos das cadeias produtivas (lácteos e carne). O evento é dirigido a produtores, estudantes, professores e diferentes profissionais do setor. "É a oportunidade de socializar e aproveitar as experiências e estudos de reconhecidos conferencistas e produtores nacionais e internacionais", explica o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Búfalos - ABCB e coordenador do evento, Elcio Reis.

Os búfalos são animais rústicos, resistentes, de manejo simples e custo de produção mais baixo em relação aos bovinos. O Brasil possui o maior rebanho de búfalos das Américas, com cerca de três milhões de animais sendo 30% das criações destinadas à produção leiteira, que nos últimos anos cresceu em torno de 45%. Este rebanho é originário da Índia e Itália e é constituído pelas raças Mediterrâneo, Murrah, Jafarabadi e Carabao. A região norte possui 50%, a nordeste 14%, a sudeste 15%, a sul 9% e a centro-oeste 12%. A rentabilidade financeira do leite de búfala e da carne de búfalo jovem, de 12 a 24 meses, tem contribuído no crescimento anual da bubalinocultura e merece destaque.

No Estado de Minas Gerais existem aproximadamente 250 criadores que somam cerca de 100 mil cabeças. Estima-se um crescimento de 20% por ano em razão da existência de laticínios que processam o leite de búfala, a exemplo do Laticínio Bom Destino que chega a produzir 1.600 litros/dia só de sua criação. Próximo à Belo Horizonte, os maiores criadores são: Maurício Guerra Lapertosa em Esmeralda, Márcio Costa Teixeira em Inhaúma, Domício de Campos Maciel em Cachoeira da Prata, Fazenda da Cachoeira em Cana Verde , entre outros. No Oeste de Minas, há 15 criadores que somam 4.000 litros diários. Estes números são positivos e estimulam a exploração desse setor que aponta grande potencial mercadológico e produtivo.

Quanto à programação, professores e criadores do Brasil, da Argentina, da Colômbia, da Venezuela, da Índia, da Itália, da Tailândia e do Siri Lanka farão a exposição de temas sobre nutrição e alimentação, inovações tecnológicas na reprodução e genética, bem estar do animal e desafios na bubalinocultura.

As inscrições podem ser feitas no endereço eletrônico www.simpbuf.org.br até 15 de julho.

Apóiam a Associação Brasileira de Criadores de Búfalos e a Associação Mineira de Bubalinocultores, a International Buffalo Federation, a Escola de Veterinária que integra a Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, o Governo do Estado de Minas Gerais por intermédio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e o Laboratório Nacional Agropecuário - LANAGRO/MG que integra a estrutura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, além da CRV Lagoa, Lagoa da Serra, Bom Búfalo, CRMV-MG, CAPES, CNPq e FAPEMIG.

Site: www.simpbuf.org.br

Telefone: 31 3409-2178

E-mail: vsimpbuf@gmail.com

Informações Gerais

  • 12/08/2009 à 14/08/2009
  • MG - Pedro Leopoldo
    auditório do Lanagro - Laboratório Nacional Agropecuário do MAPA
  • Website do Evento
  • Gratuíto

Localização do Evento