VI Congresso Internacional da Palma e Cochonilha

O Congresso Internacional da Palma e Cochonilha, em sua sexta edição, será realizado pela primeira vez no Brasil e, por intermédio da Faepa (Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba), o local escolhido foi João Pessoa, capital da Paraíba. """"Entre cerca de dez países candidatos à sede evento fomos escolhidos, devido o grande potencial do nordeste brasileiro para a produção da palma"""", destacou o presidente da Faepa, Mário Borba, durante o lançamento oficial do Congresso. O Congresso de Palma e Cochonilha é organizado há vários anos pela FAO (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação), e representa uma grande oportunidade de atualização e conhecimento de vários avanços tecnológicos e tipos de uso da palma e de outras cactáceas de interesse econômico. A realização do Congresso está sob a responsabilidade da Faepa em parceria com Universidade Federal da Paraíba (UFPB), através do Centro de Ciências Agrárias que é a responsável por toda parte científica. A expectativa dos organizadores é reunir mais de 600 pessoas, entre pesquisadores da comunidade científica nacional e internacional, técnicos, estudantes e produtores, com a participação de representantes de aproximadamente 60 países. O tema do Congresso deste ano é """"Produção de Palma e de outras Cactáceas nos diferentes Ecossistemas Áridos e Semi-áridos do Mundo: Desafios e Avanços Tecnológicos"""". O nordeste brasileiro possui a maior área de palma cultivada do mundo, com cerca de 600 mil hectares. Sendo a palma uma planta altamente resistente à seca, devido particularmente a sua fisiologia e sua completa estrutura anatômica e morfológica, oferece uma alternativa real para o uso dos solos das regiões semi-áridas. Na alimentação animal, como gado leiteiro, ovinos e caprinos a planta é muito utilizada no Brasil em especial no nordeste.Pesquisas apontam grande vantagem no ganho de peso e rendimento na lactação das vacas leiteiras. O grande desafio é introduzir a palma na alimentação humana, conforme já vem sendo consumida em diversos países, principalmente na forma de picles, sucos, geléias, além de utilizá-la na indústria farmacêutica e de cosméticos. Em países como o México a palma é cultivada em escala semelhante ao milho e a soja no Brasil.

Informações Gerais

  • 22/01/2007 à 26/10/2007
  • PB - João Pessoa
    Hotel Tambaú
  • Website do Evento
  • Gratuíto

Localização do Evento