XIV Seminário Piauiense de Apicultura

No Brasil, a apicultura é praticada desde a imigração dos europeus no período da colonização. A partir de 1956 a introdução da espécie africana (Apis mellifera scutellata) contribuiu para um impulso nas pesquisas e desenvolvimento de novas técnicas de manejo na atividade. O acasalamento da abelha africana com as raças européias, introduzidas no Brasil no período da colonização, deram origem ao poli-híbrido denominado de abelha africanizada. Esse poli-híbrido chegou espontaneamente ao Piauí por volta de 1959, e se espalhou rapidamente devido ao clima e ao grande potencial florístico. Embora a extração de mel já fosse praticada pelos meleiros, os primeiros apicultores do Piauí vieram de São Paulo em torno de 1975, assim, essa data marca o princípio da atividade praticada de forma racional no Estado.

Nesses 32 anos o cenário apícola do Piauí sofreu contínuas e profundas mudanças: mobilização para organização da atividade, incentivada principalmente pelas Dioceses e pelos agentes financiadores; capacitação e treinamento de apicultores; adequação das estruturas físicas à exigência da legislação; o início da discussão da atividade em Fóruns e o acesso ao mercado internacional.

Todas essas mudanças foram provocadas pelas exigências do mercado e ao lado da flutuação do preço do mel ajudaram a promover o crescimento da atividade, que algumas vezes ocorreu de forma lenta, porém, outras vezes ocorreu de maneira tão rápida e descontrolada que estimulou a preocupação sobre capacidade de suporte e limitação de pasto apícola.

O início da exportação de mel e o atual embargo do mesmo pela Comunidade Européia têm desenhado um novo cenário à atividade e estimulado os apicultores a reunir a produção para comercialização. Contudo, tem também despertado para a necessidade em se buscar alternativas de mercado, incentivando o consumo interno de mel ou diversificando a produção.

Assim, com a realização do XIV SEMINÁRIO PIAUIENSE DE APICULTURA, que tem como tema """"Cenário e Perspectivas"""", espera-se poder debater novas perspectivas e sensibilizar os apicultores sobre a diversificação de produção como alternativa de mercado, discutindo-se temas como produção de cera, pólen, própolis e rainha e criação de abelhas sem ferrão.

Informações Gerais

  • 31/08/2007 à 02/09/2007
  • PI - Teresina
    Centro de Convenções de Teresina
  • Website do Evento
  • Gratuíto

Localização do Evento