"Felizmente a banana não terminou e não terminará", diz agrônomo
CME MILHO (SET/20) US$ 3,180 (-23,37%)
| Dólar (compra) R$ 5,24 (0,53%)

Imagem: Marcel Oliveira

MAL DO PANAMÁ

"Felizmente a banana não terminou e não terminará", diz agrônomo

O mundo bananeiro aprendeu a conviver com a doença
Por: -Aline Merladete
2653 acessos

A banana é a fruta mais consumida no Brasil e a segunda no mundo, atrás apenas da laranja. Hoje o país é o quinto maior país em área plantada com 449.000 hectares. Em termos de produção ocupa o quinto lugar globalmente, com 6,7 milhões de toneladas, ocupando a 61º lugar em produtividade com  com 15 tons/ha. 

Nas últimas semanas foi noticiado que a fruta estava ameaçada pelo fungo Fusarium oxysporum f.sp.cubense, também conhecido como mal-do-Panamá. O fungo, que está presente em todas regiões produtoras do mundo já é conhecido desde a década de 50. O Portal Agrolink conversou com o engenheiro agrônomo, Joelson P. Mäder, que afirmou que o mundo bananeiro  aprendeu a conviver com esta doença. "Felizmente a banana não terminou e não terminará, desde que os produtores adotem as medidas recomendadas pela técnica. O ma- do-Panamá tem quatro raças conhecidas, sendo a raça 4 a de maior agressividade. É um fungo que pode sobreviver por 20 anos no solo, podendo sobreviver também colonizando ervas daninhas. Infecta a bananeira através do sistema radicular, causando entupimento do sistema vascular da bananeira levando a mesma a morte. Particularmente no Brasil a variedade de banana maçã é a mais suscetível ao mal-do-Panamá podendo causar danos de 100%. Já a variedade de banana prata, os prejuízos podem ser superiores a 20%", salienta Mäder.

A Embrapa recomenda formas de controle, como: 

a) Evitar plantio em áreas contaminadas
b) Utiliza variedades resistentes para o plantio. Usar mudas certificadas (preferência por micropropagação)
c) Corrigir o pH do solo, mantendo o próximo a 7
d) Controle de nematoides, pois estes facilitam a contaminação de fungos de solo.
e) Manter as plantas bem nutridas através da adubação.

Não há até o momento um controle químico para o mal-do-Panamá. Está se utilizando como controle biológico o fungo Trichoderma spp este exerce um efeito antagônico a o mal-do-Panamá, bem como inibe a ação do nematóides. Há vários pesquisas em andamento com micorrizas e bactérias do gênero Bacillus.

Saiba mais: 

O valor da produção de banana em 2018 foi de R$ 6,9 bilhões. Neste mesmo ano Brasil exportou 65.527 tons alcançando US$ 20,5 milhões. Este volume exportado representou em 2018, cerca de 0,97% de nossa produção, ou seja é um valor pequeno. Olhando para a produção dos estados temos a Bahia com a maior área colhendo uma área de 67.000 ha. Produção é liderado por São Paulo com um milhão de toneladas. Para produtividade o estado líder é Rio Grande do Norte com 27,7 tons/ha. 

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink