“Não há solução rápida para insegurança alimentar”
CI
Imagem: Pixabay
FOME

“Não há solução rápida para insegurança alimentar”

“Os padrões tradicionais de comércio de grãos devem ser restaurados e novos fluxos comerciais explorados"
Por: -Leonardo Gottems

Nem que a guerra acabe e nem que a Rússia permita a exportação de produtos da Ucrânia, poderemos dizer que a insegurança alimentar será solucionada rapidamente. Foi isso que afirmou o especialista norte-americano Arvin Donley, que é editor da World Grain, agência de notícias internacional.

“Embora haja algum alívio imediato, certamente em termos do impacto psicológico nos mercados de commodities agrícolas, essa crise sem precedentes não pode ser totalmente resolvida apenas inserindo os grãos ucranianos de volta na equação. As cadeias de suprimentos, que têm sido altamente disfuncionais desde o início da pandemia do COVID-19, devem ser reparadas. As mudanças climáticas, que contribuíram para a escassez de safras relacionadas ao clima nos principais países produtores de grãos, devem continuar a ser abordadas”, comenta.

A inflação global, que tornou os insumos agrícolas muito caros para serem usados em algumas partes do mundo, deve ser domada. “Os padrões tradicionais de comércio de grãos devem ser restaurados e novos fluxos comerciais explorados. E o mais importante, as tensões geopolíticas entre países como os Estados Unidos e a China, a Rússia e a aliança da OTAN devem ser amenizadas”, completa.

Sara Menker, diretora executiva da Gro Intelligence, durante seu discurso no Conselho de Segurança das Nações Unidas no final de maio, ofereceu uma avaliação contundente da situação atual e do potencial para um futuro ainda mais sombrio se essas questões não forem abordadas. “Sem ações globais coordenadas, imediatas e agressivas substanciais, corremos o risco de uma quantidade extraordinária de sofrimento humano e danos econômicos”, disse Menker aos membros da ONU. “Isso não é cíclico; isso é sísmico. É uma ocorrência de uma geração que pode remodelar dramaticamente a era geopolítica.”


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.