“Superetanol” ganha espaço na França
CI
Imagem: Divulgação
MUNDO

“Superetanol” ganha espaço na França 

A Total dobrou o número de postos que oferecem esse biocombustível até o final de 2019, de 270 para mais de 500
Por: -Leonardo Gottems

Para atender à crescente demanda pelo E85, combustível que consiste na mistura de 85% de etanol e 15% de gasolina comum, que se beneficia de um preço atraente e produz menos emissões de gases de efeito estufa, a Total intensificou a implantação do superetanol, conforme A E85 é conhecida na França, em suas estações de serviço, para se tornar a empresa com a maior rede de distribuição de biocombustíveis na França. 

A Total dobrou o número de postos que oferecem esse biocombustível até o final de 2019, de 270 para mais de 500. Em 31 de dezembro de 2020, a rede da Total ultrapassava 750 postos com dispensadores E85 e a empresa anunciou que esse desenvolvimento continuará crescer em 2021. 

Em nota, a petrolífera francesa destacou as vantagens do E85, já que pode ser feito com matérias-primas renováveis de origem local, apoiando o fortalecimento dos produtores na França. Além disso, possui menor pegada ambiental, reduzindo em 40% as emissões de gases de efeito estufa, que causam as mudanças climáticas globais, beneficiando também os consumidores por ter um preço mais barato por litro do que a gasolina convencional. 

O E85 é um combustível projetado para uso em carros com tecnologia flex fuel, capaz de utilizar qualquer mistura de gasolina e etanol, ou em carros a gasolina equipados com dispositivo de conversão homologado. A total estima que 9 em cada 10 veículos a gasolina podem ser equipados com esses dispositivos. 

A petrolífera francesa ganhou manchetes no mundo recentemente ao se aposentar do American Petroleum Institute (API), associação comercial com maior influência nas políticas públicas dos EUA, por discordar da postura climática adotada pela agência após ter apoiado em recentes eleições presidenciais para candidatos que se opunham à participação dos EUA no Acordo de Paris. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink