11ª feira Sial China começa na próxima semana

Agronegócio

11ª feira Sial China começa na próxima semana

Evento pretende reunir 1.500 exibidores e atrair 35 mil visitantes de 80 países neste ano.
Por:
867 acessos
Na próxima semana, de 18 a 20 de maio, será realizada a 11ª feira Sial China 2011. Trata-se de um dos maiores eventos de alimentos e bebidas do país, em Xangai.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento participará do evento, juntamente com a Associação Brasileira das Indústrias Exportadores de Carnes (Abiec), a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) e a Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat).


O estande brasileiro contará com a presença de mais 12 empresas dos setores de carne bovina e suína (Nutribras, BRF Brasilfoods, Cooperfrigu, Cotrijui, Frialto, Frigol, JBS, Mafripar, Minerva, Rio Maria, Barra Mansa e Aurora Alimentos). No espaço, os estabelecimentos também poderão expor suas mercadorias para degustação.

Com esse evento, o Ministério da Agricultura consolida o resultado da missão presidencial à China, que ocorreu em abril deste ano. Durante a visita da presidenta Dilma Rousseff, o Brasil conquistou o acesso ao mercado de carne suína, além de investimentos naquele país para a carne bovina. Na ocasião, foram habilitados três frigoríficos de carne suína e a expectativa é habilitar mais 10 estabelecimentos do país para o mercado chinês nos próximos meses.


Feira Sial China

O evento Salon International de l'Agroalimentaire (Sial) começou em 1964, na França. Na primeira edição, o Salão Internacional da Alimentação teve grande sucesso e a feira se expandiu para outras regiões, como América Latina, América do Norte, Oriente Médio e Ásia.

Na China, o evento é realizado anualmente e esta é a 11ª edição. Em 2010, o Sial recebeu, ao todo, 1.339 exibidores e 29 mil visitantes. Para 2011, a perspectiva é aumentar os números para 1.500 participantes e 35 mil visitantes de 80 países.

A ideia é reunir fabricantes nacionais e internacionais de produtos alimentícios e vinhos para desenvolver negócios entre os países e promover as suas mercadorias em todo o mundo e especialmente na China, o maior mercado em crescimento.

Comércio bilateral

Desde 2008, a China é o principal comprador de produtos agropecuários brasileiros. Nos últimos três anos, houve um crescimento de 214% nas exportações brasileiras de produtos agropecuários, que passaram de US$ 3,5 bilhões em 2007 para US$ 11 bilhões em 2010.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink