2020 foi o ano dos biológicos
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
DEFENSIVOS

2020 foi o ano dos biológicos

Produtos de baixo impacto bateram recorde de registros no ano
Por: -Eliza Maliszewski

Em 2020 a palavra biológicos bateu recorde nos registros do Ministério da Agricultura. Foram 76 produtos de baixo impacto registrados, o maior número da história em um único ano.

Os produtos considerados de baixo impacto são aqueles que possuem ingredientes ativos biológicos, microbiológicos, semioquímicos, bioquímicos, fitoquímicos e reguladores de crescimento, podendo ser autorizados para uso em vários casos na agricultura orgânica. Ao mesmo tempo em que contribuem para o aumento da sustentabilidade da agricultura nacional, os produtos fitossanitários com agentes de controle biológico na sua formulação são alternativas para os produtores rurais no combate às pragas.

O aumento maior de registros desse tipo de defensivo é observado a partir de 2015. No ano foram 31 produtos. Em 2000 eram apenas dois produtos e de 2000 a 2015 foram 125 registros. No período de 2016 a 2020 foram 252 produtos, ou seja, nos últimos quatro anos houve o dobro de registros do que em 15 anos. Em 2019 foram 43 registros. 

No mês de maio o Mapa lançou o Programa Nacional de Bioinsumos com o objetivo de fomentar e fortalecer as pesquisas e desenvolvimento de novos produtos de base biológica, aproveitando a biodiversidade brasileira. Pela iniciativa devem ser beneficiados os setores agrícola, aquícola, florestal e pecuária.

A ideia é aumentar em 13% a área agropecuária com uso de recursos biológicos. Atualmente, 10 milhões de hectares usam bioinsumos para controle de pragas e cerca de 40 milhões de hectares já são cultivados com bactérias promotoras de crescimento de plantas, um exemplo de bioinsumo.

Reveja o que já falamos sobre o assunto:

Biológicos: proteína incrementa em 20% produção de trigo

Aquicultura pode crescer com bioinsumos

O que reservam ao Brasil os bioinsumos?

Bioinsumos: “Agricultura biológica é a terceira onda”

Soja pode avançar mais com bioinsumos

Controle biológico de carrapato ganha espaço


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink