3º Fórum Goiás Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação será realizado no dia 9 de dezembro
CI
Imagem: Pixabay
EVENTO

3º Fórum Goiás Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação será realizado no dia 9 de dezembro

Durante o evento virtual, serão discutidos temas como vantagens e caminhos para a retirada da vacinação
Por:

As entidades goianas que integram a equipe gestora do Plano Estratégico 2017-2026 do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (PNFEA) vão realizar no dia 9 de dezembro, às 14 horas, o 3º Fórum Goiás Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação. A participação é gratuita e as palestras serão apresentadas no canal do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Goiás (CRMV-GO) no Youtube (www.youtube.com/CRMVGO).

A iniciativa é voltada para produtores rurais, representantes de sindicatos e entidades do setor, médicos veterinários do setor privado, servidores e técnicos ligados à área, bem como professores e alunos dos cursos de ciências agrárias. Também são convidados representantes de leiloeiras, frigoríficos, revendas de produtos veterinários e demais interessados.

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça, participará da abertura do evento. De acordo com ele, a equipe gestora tem desenvolvido um importante trabalho para tornar o Estado zona livre da aftosa sem a vacinação. “Nos últimos anos, as entidades têm atuado, de forma estratégica, para que Goiás consiga alcançar o status até 2023”, informa. O titular da Seapa explica ainda que o estado só tem a ganhar, já que novos mercados poderão ser abertos para o produto goiano. “Temos que agradecer também ao produtor rural, que contribuiu para a erradicação da doença por meio do compromisso de vacinação de seus rebanhos. Hoje somos livres da aftosa com vacinação e em 2023, com os esforços de todos, com certeza poderemos chegar ao status de zona livre da doença sem a necessidade de vacinar”, enfatiza.

Informações

O evento faz parte das atividades de implementação do Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (PNEFA) para evolução do status sanitário da doença em Goiás. Serão abordados nas palestras o panorama nacional da evolução do Plano Estratégico, avanços e ações que estão sendo executadas no Estado pelas entidades participantes, bem como a interação entre instituições na condução do Plano Estratégico.

Programação
14 horas – Abertura
14h20 – “As vantagens e caminhos para a retirada da vacinação” – Lilian Azevedo Figueiredo, assessora técnica da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)
14h40 – “Por que retirar a vacina contra a febre aftosa?” – Manuel Sanchez Vazquez, coordenador da área de Epidemiologia do Panaftosa
15 horas – “Qual o risco de introdução da febre aftosa quando retirarmos a vacina?” – Luís Gustavo Corbellini, CEO Corb Science Solutions e professor licenciado da UFRGS
15h20 – Mesa redonda – moderador Rafael Vieira, presidente do CRMV-GO e médico veterinário da Agrodefesa

Entidades que integram a Equipe Gestora do PNEFA em Goiás
– Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa)
– Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa)
– Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater Goiás)
– Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg)
– Fundo para o Desenvolvimento da Pecuária de Goiás (Fundepec)
– Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Goiás (CRMV-GO)
– Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás (EVZ/UFG)
– Superintendência Federal de Agricultura/Mapa

Sobre o PNEFA

O objetivo geral do Plano é criar e manter condições sustentáveis para garantir o status de país livre de febre aftosa e ampliar as zonas livres sem vacinação, protegendo o patrimônio pecuário nacional e gerando o máximo de benefícios aos atores envolvidos e à sociedade brasileira. O prazo estabelecido originalmente pelo Mapa para a mudança do status de zona livre de febre aftosa sem vacinação para o Bloco IV, que Goiás integra, era maio de 2021, mas em razão da pandemia do novo coronavírus o cronograma foi prorrogado. Ainda assim, o Estado mantém em andamento o cumprimento das ações previstas no PNEFA.

De acordo com a 2ª edição da Radiografia do Agro em Goiás, elaborada pela Seapa, o Estado possui o 2º maior rebanho bovino do País, ultrapassando a marca de 22 milhões de cabeças. A bovinocultura, tanto de corte quanto de leite, está difundida em todos os 246 municípios do Estado de Goiás, gerando emprego e renda no campo e na cidade.

Serviço

3º Fórum Goiás Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação
Data: 9 de dezembro (quinta-feira)
Horário: das 14h às 16 horas
Youtube (www.youtube.com/CRMVGO)


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.