41 mil garrafas de azeites de oliva são descartas
CI
Imagem: Pixabay
ADULTERADO

41 mil garrafas de azeites de oliva são descartas

Análises laboratoriais constataram presença de óleo de soja, corantes e aromatizantes nos produtos
Por: -Aline Merladete

Na última sexta-feira (22.01), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) descartou 41.300 garrafas, de 500 ml cada, de azeite de oliva adulteradas, em Recife.

De acordo com as informações divulgadas pelo Mapa, as unidades foram apreendidas em uma rede de supermercados em Recife e em João Pessoa.  As análises feitas pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária do Rio Grande do Sul constataram mistura de óleo de soja, corantes e aromatizantes, ou seja não se tratava de azeite de oliva. O produto era das marcas Oliveiras do Conde e Olivais do Porto, que já tinham sido autuadas pelo Ministério em processos anteriores.

O líquido apreendido foi encaminhado para uma empresa autorizada a fabricar óleo automotivo. As garrafas e tampas serão recicladas. O processo resultou na aplicação de multas no valor de R$ 446 mil.

As multas foram lavradas contra WMS Supermercados do Brasil, que tem o Big Bompreço e Maxx, por ter responsabilidade solidária pela mercadoria comercializada, conforme Decreto 6.268/2007, que regulamenta a Lei 9.972/2000.  O pagamento das multas não foi efetuado e o processo foi enviado à Procuradoria da Fazenda para inscrição na Dívida Ativa da União.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink