8º Congresso Brasileiro de Agribusiness debate a crise e a sustentabilidade

Agronegócio

8º Congresso Brasileiro de Agribusiness debate a crise e a sustentabilidade

A sustentabilidade carrega em seu cerne os mesmos princípios do agronegócio
Por: -Renata
453 acessos
Há um ano iniciava um profundo processo de transformação global. Com a “bolha” imobiliária norte-americana, o mundo começava a entrar em uma de suas maiores crises econômicas da história e muita coisa mudou no cenário global desde o 7º Congresso Brasileiro de Agribusiness promovido pela Associação Brasileira de Agribusiness – ABAG. “Em um ano, vimos a recessão bater na porta das superpotências mundiais e o ganho de poder relativo de países emergentes, principalmente os BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China). Esses países, embora também afetados pela crise mundial, são os responsáveis por segurar uma grande queda no PIB mundial e se despontam como alternativa de investimentos aos países ricos”, analisa Carlo Lovatelli.

E com a crise atingindo o Brasil depois de um ciclo de crescimento expressivo numa realidade de câmbio favorável (até 2004) e de preços internacionais satisfatórios para as principais commodities (pós 2004), a cadeia produtiva foi atingida pela diminuição do crédito, o que implica diretamente na queda dos investimentos.

“Em 2008 encerramos o 7º CBA convencidos de que o Agronegócio É Sustentabilidade”, ressalta Lovatelli. A sustentabilidade carrega em seu cerne os mesmos princípios do agronegócio, cujo horizonte promissor está nas práticas e técnicas identificadas e aplicadas no momento certo. “Hoje temos tecnologia de ponta suficiente para produzirmos cada vez mais sem ter a necessidade de desmatar um metro quadrado sequer. E o produtor rural está cada vez mais consciente de seu papel perante a sociedade”, afirma o presidente.

Apesar de atingir diretamente os investimentos e diminuir drasticamente o crédito no mercado, a crise tornou-se o grande momento para os países emergentes, principalmente o Brasil. Segundo Lovatelli, o Brasil tem a chance de se despontar como uma grande referência mundial.

Lovatelli diz ainda que o 8º CBA criará mais uma vez oportunidade de se discutir com especialistas e profissionais do setor a importância da sustentabilidade do agronegócio, baseado nas plataformas social, econômica e ambiental. “O Brasil é um país de dimensões continentais e repleto de oportunidades e, por isso, precisamos estar atentos às tendências e tecnologias que impulsionam o agronegócio” analisa.

E em tempos de crise a necessidade de se reinventar é cada vez mais presente. Para debater este assunto tão presente na vida do produtor mundial, o 8º Congresso Brasileiro de Agribusiness reúne grandes nomes do mercado. No primeiro dia do evento, Luis Carlos Guedes Pinto, Vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil e Armínio Fraga, Sócio da Gávea Investimentos e ex--Presidente do Banco Central farão o painel “Lições da Crise e Visão Mundial”, seguido por uma mesa-redonda composta por Márcio Lopes de Freitas, Presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Katia Abreu, Presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Armando Monteiro, Presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Alexandre Figliolino, Diretor do Banco Itaú BBA.

Também no primeiro dia do evento acontecem as homenagens da ABAG às personalidades e instituições que fazem o agronegócio brasileiro ser referência em todo o mundo. Nesta edição, a associação presta homenagem aos 90 anos da Sociedade Rural Brasileira, com a presença de seu Presidente, Cesário Ramalho da Silva, aos
75 anos da Universidade de São Paulo (USP), com a presença da Reitora Suely Vilela Sampaio e ainda aos 75 anos Expozebu, representado pelo Presidente da ABCZ José Olavo Borges Mendes. Na sequência, o fazendeiro e escritor Eduardo Diniz Junqueira será homenageado com o título de Personalidade do Agronegócio 2009.

Personalidade do Agronegócio 2009

O Prêmio Personalidade do Agronegócio foi criado em 2004 para homenagear aos homens e mulheres que fizeram e fazem de suas vidas uma bandeira ao desenvolvimento, progresso e futuro do agronegócio brasileiro. Neste ano, Eduardo Diniz Junqueira será o homenageado.

Diniz é Diretor do Sindicato Rural de Ribeirão Preto, Presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira do Agronegócio da Região de Ribeirão Preto (ABAG-RP) desde 2000 e fundador e Presidente da Destilaria Demol, atual Usina Moema, em Orindiúva, SP.

Confira os homenageados em anos anteriores

3º CBA – Personalidade do Agronegócio 2004 – Isaac Ribeiro Ferreira Leite, fundador da Cooperativa Regional de Cafeicultores de Guaxupé (Cooxupé).

4º CBA – Personalidade do Agronegócio 2005 – Fernando Penteado Cardoso, presidente da Fundação Agrisus – Agricultura Sustentável

5º CBA – Personalidade do Agronegócio 2006 – Alysson Paulinelli, consultor da Listen

6º CBA – Personalidade do Agronegócio 2007 – Roberto Rodrigues, coordenador do Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e ex-ministro da Agricultura.

7º CBA – Personalidade do Agronegócio 2008 – Shunji Nishimura – fundador do Grupo Jacto.

Sustentabilidade

Segundo o Relatório de Brundtland - elaborado pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento em 1987 -, sustentabilidade é: "suprir as necessidades da geração presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de suprir as suas". Matéria-prima do Agronegócio, a sustentabilidade significa a harmonia do triple botton line – Economia, Meio Ambiente e Responsabilidade Social.

A cristalização da sustentabilidade desejada significa a rejeição de velhos paradigmas ligados às práticas protecionistas ou ideológicas. “Neste sentido os avanços tecnológicos das últimas décadas têm contribuído de maneira ímpar para o desenvolvimento do planeta, posto que os ganhos de produtividade e as boas práticas permitem ampliar a produção de alimentos, fibras e energia, para uma população crescente, com conservação dos recursos naturais”, afirma Lovatelli.

Com o consumidor cada vez mais exigente e acesso à informação em tempo real, fica cada vez mais difícil ser um produto diferenciado se não estiver enquadrado nos princípios da sustentabilidade. “Estamos dando passos largos para que o agronegócio brasileiro seja de fato sustentável. No Congresso do ano passado abordamos pela primeira vez este assunto e pudemos constatar o quanto o produtor brasileiro está empenhado em colocar em prática os princípios da sustentabilidade, respeitando cada vez mais o meio ambiente”, ressalta Lovatelli.

E a sustentabilidade estará em pauta no segundo dia. O painel “Mercado e Soluções”, será moderado por Cristiano Walter Simon, Vice-presidente da ABAG e contará com a palestra de Josué Christiano Gomes da Silva, Presidente da Companhia de Tecidos Norte de Minas – Coteminas. Depois haverá uma mesa-redonda, onde Marcos de Azambuja, Vice-presidente do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI) irá debater o “Bilateralismo e Multilateralismo”. Outro participante será o Governador do Estado do Mato Grosso, Blairo Maggi, que discutirá “A Sustentabilidade como Oportunidade de Negócio” e por fim o Ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos Roberto Mangabeira Unger, comentará “Sustentabilidade: Contexto Estratégico de uma Nação”.

No mesmo dia, pela manhã, será apresentado o painel “Questões-chave para o Agronegócio Brasileiro”, com a presença de Paulo Del Caro S. Canabrava, Consultor de Negócios do Abastecimento da Petrobras e do Ex-ministro da Economia Delfim Netto. Ainda haverá uma mesa-redonda sobre o assunto com a presença de Luiz Carlos Corrêa Carvalho - Vice-presidente da ABAG, Ricardo Guimarães - Presidente da Thymus Branding, Denis Lerrer Rosenfield - Professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Roberto Rodrigues - Coordenador do Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e ex-Ministro da Agricultura.

8º CBA

O Congresso Brasileiro de Agribusiness chega a sua oitava edição consolidado como um evento anual de extrema importância para o setor. Para Eduardo Daher, Diretor Executivo da ANDA, o CBA funciona como um tiro de largada da safra 2009/2010. “O Congresso acontece todos os anos nesta época, que é de definição na movimentação de insumos e fertilizantes. Todos os debates realizados durante o Congresso se tornam estímulos ao produtor. Independente da cadeia produtiva, estão todos os representantes lá, sempre sentido uns dos outros como se deve trabalhar”.

Outro importante executivo que apóia o CBA é Afonso Champi, Diretor de Assuntos Corporativos da Cargill. “A promoção de eventos que estimulem o debate nas questões do agronegócio é fundamental para o desenvolvimento contínuo do setor. A ABAG tem sido eficiente na escolha dessa agenda, que tem trazido resultados positivos para todo o agronegócio brasileiro”.

Para João Sampaio, Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, em meio à turbulência econômica mundial, abre-se uma janela de oportunidades ao agronegócio brasileiro, seja pelo fortalecimento do mercado interno, pulverização dos compradores externos de commodities ou ampliação dos mercados especializados. “O tema deste 8º Congresso da ABAG – Agronegócio é Sustentabilidade: Crise e Oportunidades – é bem oportuno para o atual estágio da produção brasileira, pertinente na discussão dos caminhos da agropecuária a curto e médio prazo. Nosso posicionamento agora marcará a trajetória futura; daqui em diante a sustentabilidade não só faz parte da agenda, como ela é a própria agenda”, comenta.

“Acreditarmos que esse é o evento mais importante para a discussão de questões conjunturais da agricultura, por abordar temas da atualidade com a participação das pessoas mais relevantes dentro de cada um dos assuntos. É um fórum do qual participa toda a cadeia produtiva do agribusiness e essa troca traz benefícios para todos os envolvidos”, diz Peter Ahlgrimm, conselheiro da Associação Nacional da Defesa Vegetal – Andef.
As informações são da assessoria de imprensa do evento.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink