A crença em uma política melhor
CI
Agronegócio

A crença em uma política melhor

O país passa por um momento de renovação do quadro político, e o que essa situação transmite às pessoas são novas esperanças, mudanças e objetivos
Por: -Renata

O país passa por um momento de renovação do quadro político, e o que essa situação transmite às pessoas são novas esperanças, mudanças e objetivos. Apesar da fase de transição, em que a população espera uma maré melhor, nem tudo é claro. “Mas, tudo é fosco, nebuloso, indefinido, incógnito para os sonhadores, com dias melhores, abastados, enriquecidos de – empregos, saúde, educação, respeito, segurança, tolerância e Paz!”, disse Boriola.

Com a extrema diferença social que existe neste País, dos barracos ao alto escalão da corrupção, sem deixar passar em branco a classe média. Esta que compõe o meio da pirâmide social. Segundo Cláudio Boriola retrata em sua coluna no Portal Agrolink “os mais letrados – professores, músicos, médicos, advogados, dentistas, jornalistas, pensadores, sindicalistas, enfim, doutores, artistas, etc., ficam como poliglotas, falando em diversos idiomas, levando mensagens, mas se esquecem, de que só os executivos, os parlamentares, os milionários, detentores do Poder terreno, podem mudar a situação do formigueiro humano, “a pobreza”, que se arrasta pelo caminho, sem um porto seguro para ancorar com sua família!”.

O colunista mostra com indignação a posição dos políticos, que gastam milhões em campanhas, doações e ajuda, tudo medidas eleitoreiras, compra de votos, festas entre outros. A corrupção foi escancarada, pelas fraudes “Valerioduto, Mensalão, Correios, Dinheiro nas malas, Dinheiro nas Cuecas, Tráfico de influência, CPI’s arquivadas etc, etc.!”, relata.

Boriola faz uma reflexão para o ano novo que se aproxima para as próximas eleições, em 2010. “Os eleitores, nos próximos pleitos, deverão estar presentes, conscientes de tudo e prestar muita atenção, comparando homem a homem, mulher a mulher, voto a voto, cargo a cargo!”.

Além disso, ele explica as diferentes formas de governo, e a relação governo e cidadão em casa uma delas. A nação é construída pelos braços do trabalhador, este que é desvalorizado e recebedor de migalhas como incentivos, para alimentação, luz, água, gás, escola. Incentivos que deveriam estar inclusos nos altos impostos cobrados dos cidadãos, que deveriam receber benefícios por direito e não por caridade de um sistema governamental incompetente.

Segundo Cláudio Boriola a conclusão é que precisamos mudar os Homens, os Partidos também, com outras mentalidades que realmente palmilham o caminho da Justiça, do Direito Natural, dos conselhos deixados pelo Filho do Pai Eterno – Amai-vos uns aos outros, como eu vos tanto amei.

Confira a coluna “De político para Políticos”, de Cláudio Boriola.
http://www.agrolink.com.br/colunistas/ColunaDetalhe.aspx?CodColuna=3323


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.