A menor cotação do açúcar dos últimos dois meses em Nova York


Agronegócio

A menor cotação do açúcar dos últimos dois meses em Nova York

Por:
16 acessos

s preços do açúcar caíram 2,8%, atingindo o menor preço em dois meses na Coffee, Sugar and Cocoa Exchange (CSCE). O contrato número 11 do açúcar demerara fechou a 7,04 centavos de dólar por libra-peso. Os especuladores estão alongando suas posições, uma vez que os contratos para o mês de maio expiram em 22 de abril. Em Londres, os preços também caíram. Os contratos de agosto do açúcar refinado caíram 1,6%, para US$ 210,10 por tonelada.

"Foi um movimento puramente especulativo. Os fundos estão rolando suas posições para os meses seguintes", Alexandre Oliveira, da Fimat Futures do Brasil. "Os fundos venderam pelo preço que encontraram, com a única finalidade de se desfazerem do contrato para maio", afirma o analista.

Em meio ao movimento de venda, uma grande casa comercial norte-americana se desfez de contratos para os meses de maio, julho e outubro, pressionando ainda mais as cotações em Nova York.

Oferta mundial

Além disso, países grandes produtores já estariam colocando sua safra no mercado internacional, o que colaborou para manter os preços em baixa. Outra notícia que contribuiu para a baixa dos preços é que a Austrália deve colher neste ano uma safra tão boa quanto à do ano passado, quando foram moídas 35,2 milhões de toneladas de cana.

Para os operadores, a queda dos preços foi circunstancial. A expectativa é de que os preços voltem a subir, pelo menos no curto prazo, porque a Indonésia deverá comprar 100 mil toneladas de açúcar no mercado internacional.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink