Agronegócio

A próxima revolução: Agricultura sustentável, mas suficiente

“The Good Growth Plan”
Por: -Leonardo Gottems
3493 acessos
 
A Syngenta apresentou nesta quinta-feira uma iniciativa global para lidar com grandes desafios relacionados à segurança alimentar. “The Good Growth Plan” propõe o compromisso da empresa com a produção necessária de alimentos, respeitando o meio ambiente, as comunidades rurais e a eficiência na utilização de recursos. 
 
A produtividade agrícola necessita mais eficiência para alimentar uma população global que vem crescendo em 200 mil pessoas todos os dias. Ao mesmo tempo, terras cultiváveis estão sendo degradadas pela urbanização e erosão do solo, enquanto recursos hídricos estão sob enorme pressão. As comunidades rurais, responsáveis por cultivar alimentos, estão em muitos casos sofrendo com a pobreza.
 
Para enfrentar cada desafio, foram estabelecidos seis compromissos com metas específicas e mensuráveis. Entre os objetivos específicos da Syngenta no Brasil estão: 
 
Tornar as culturas mais eficientes: aumentar em 20% a produtividade em soja, milho, cana e café sem usar mais terra, água ou insumos
 
Recuperar mais terras cultiváveis: recuperar 50 mil hectares de pastagens degradadas, convertendo-as em terras cultiváveis
 
Promover a biodiversidade: proteger as áreas com habitats para insetos polinizadores
 
Capacitar pequenos agricultores: acessar diretamente e capacitar 100 mil pequenos agricultores para o uso responsável de tecnologias, aumentando a produtividade em 50%
 
Promover a segurança das pessoas: treinar 160 mil agricultores em boas práticas agrícolas e uso responsável das tecnologias
 
Cuidar de cada trabalhador: promover condições justas de trabalho para toda nossa cadeia de fornecedores
 
“Essa é a iniciativa mais ambiciosa e abrangente já lançada por uma empresa do segmento para enfrentar o desafio da segurança alimentar”, diz o presidente para a América Latina da Syngenta, Antonio Carlos Guimarães. “O Good Growth Plan cria oportunidades de dialogar e trabalhar em conjunto com diversos públicos para alcançar os objetivos comuns” conclui.
 
O plano está sendo apresentado hoje em Brasília, na sede da Embrapa, em evento voltado a autoridades, ambientalistas, agricultores, ONGs e imprensa, no qual os participantes poderão discutir e aportar novas ideias para o desenvolvimento da iniciativa. O mesmo evento acontece hoje em Zurique (Suíça), Bruxelas (Bélgica), Jacarta (Indonésia) e Washington (Estados Unidos). 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink