ABAF identifica oportunidades para florestas plantadas na BA
CI
Agronegócio

ABAF identifica oportunidades para florestas plantadas na BA

É no município de Vitória da Conquista, a 550 km de Salvador
Por:
O município de Vitória da Conquista, a 550 km de Salvador, receberá esta semana a visita do executivo da Associação Baiana das Empresas de Base Florestal- ABAF, Wilson Andrade, que participará de uma série de atividades na região, como o evento promovido pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), no dia 9 de maio, e a reunião na Associação dos Silvicultores (Assosil) do município. Integrante da região Sudoeste do estado, a região de Vitória da Conquista já possui aproximadamente 34 mil mil hectares de lavouras de eucalipto, com grande aptidão para a cultura, sobretudo em áreas de pastagens degradadas. 

A ABAF planeja fortalecer os laços com a associação regional através de ações de cooperação, como forma de ajudar a consolidar a silvicultura naquela região. A reunião da Assosil será às 11h, na sede da Sudic e deverá congregar em torno 30 produtores de florestas ligados à associação. Já o evento da FIEB, no qual a ABAF também estará presente, faz parte da meta de interiorização da Federação, liderada pelo presidente José de Freitas Mascarenhas, e implantará em Conquista  unidades do Sesi, Senai e IEL.

De acordo com o diretor executivo da ABAF, Wilson Andrade, a Bahia já tem mais de 1 milhão de hectares plantados com florestas de eucalipto, principalmente no Extremo Sul do estado, na região de Itapetinga, e no Litoral Norte (250 mil ha). Já na região de Maracás e Planaltino, também no Sudoeste, são mais de 12 mil hectares, e outros 60 mil no Oeste da Bahia. “Acredito que, tendo sido aprovado o Código Florestal, e com a recém publicada lei que cria uma política de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, as oportunidades para o eucalipto e florestas plantadas em geral crescem exponencialmente”, diz Andrade.

O presidente da ABAF, Sergio Borenstein, ressalta que a entidade cumpre seu papel ao estabelecer um diálogo constante e franco com todas as áreas produtivas no estado. “Um setor só pode ser forte com organização, profissionalismo e união. É nesse sentido que a ABAF trabalha”, diz Borenstein. Ele lembrou as vantagens de consorciar florestas com agricultura e pecuária, favorecendo a conservação do solo e o incremento da produtividade na produção de carnes, grãos, alimentos em geral, além de papel, celulose, madeira, energia, e princípios ativos para a indústria cosmética e farmacêutica.

Oportunidade

“Estamos com muita expectativa sobre a vinda do representante da ABAF para Vitória da Conquista. Queremos estreitar relações com empresas de base florestal. Temos já 34 mil hectares plantados na região, dos quais apenas 14 mil hectares são representados pela Assosil”, afirma o diretor da Assosil, Wagner Lopes Correia. De acordo com Correia, a existem na região de Vitória da Conquista 300 mil hectares de pastagens degradadas, mapeados e catalogados em base georreferenciada, e com propensão para o plantio de eucalipto. “Precisamos de  empreendimentos que consumam o eucalipto aqui. Podem ser na área de energia, biomassa, beneficiamento de madeira e MDF para exportação”, exemplifica Wagner Correia

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.