Abapa vai à Alemanha e Bélgica conhecer novas tecnologias

Agronegócio

Abapa vai à Alemanha e Bélgica conhecer novas tecnologias

Comitiva visitou laboratórios de pesquisa e desenvolvimento da Bayer
Por:
1079 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

A convite da Bayer CropScience, a presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), juntamente com a diretoria da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), presidentes das associadas estaduais e membros do GT de Tecnologia participaram, entre os dias 10 e 16 de agosto de uma viagem à Alemanha e Bélgica para troca de informações e conhecimento de novas tecnologias.

A viagem teve dois destinos principais: Gent (Bélgica) e Monheim (Alemanha). Em Gent, onde está um dos maiores centros de pesquisa em biotecnologia da Bayer CropScience, o grupo pode conhecer um pouco das atividades voltadas para pesquisas e desenvolvimentos de novas tecnologias (Traits), além de diversos e longos trabalhos de regulamentação e aprovação para comercialização da tecnologia “Constantemente surgem novas variedades e novas tecnologias para o campo. Conhecer o processo de trabalho e pesquisa desenvolvido por essas empresas é sempre importante , até para visualizarmos as novidades que teremos disponível no mercado”, disse a presidente da Abapa, Isabel da Cunha.  

Em Monheim, sede global da empresa, as atividades iniciaram com um café da manhã com os líderes globais de estratégia da Bayer CropScience. Mathias Kremer, Head Global de Estratégia, agradeceu a presença e a oportunidade de conversar com os produtores. Também lembrou a parceria e confiança dos produtores em usar produtos da Bayer. Na oportunidade, o presidente da Abrapa, Gilson Pinesso, aproveitou a oportunidade para expressar as necessidades e desafios da cotonicultura brasileira. “Temos muito a crescer e contamos com vocês para nos auxiliarem a vencer nossos desafios”, disse.

A comitiva visitou laboratórios de pesquisa e desenvolvimento de formulações, tratamento de sementes, inseticidas, fungicidas e herbicidas. “Para nós, da Bayer, a viagem foi uma grande oportunidade para demonstrar aos produtores brasileiros o quanto a empresa tem investido e continuará investindo em novas variedades, tecnologias (traits) e produtos para proteção de cultivo que atendam às necessidades dos produtores. Sem dúvida, a viagem confirmou que a parceria entre a Abrapa e Bayer tem muito a contribuir para a cotonicultura brasileira.” Warley Palota, Gerente de Negócio de Algodão de Seeds da Bayer CropScience.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink