Abecitrus contesta dados dos produtores dos EUA

Agronegócio

Abecitrus contesta dados dos produtores dos EUA

Por:
1 acessos

A Associação Brasileira de Exportadores de Cítricos (Abecitrus) classificou ontem de absurdos os dados dos produtores de laranja da Flórida, que a acusa o Brasil de vender suco de laranja congelado e concentrado aos Estados Unidos a preços abaixo dos custos de produção, o que se caracterizaria prática de dumping. "Os números são absurdos", disse Ademerval Garcia, presidente da Abecitrus. "Ninguém venderia a 60% abaixo do custo, ou a 30% abaixo do custo, especialmente em um mercado que hoje é quase marginal para o Brasil", acrescentou Garcia.

Na segunda-feira, os plantadores de laranja e os produtores de suco da Flórida pediram à Comissão de Comércio Internacional e ao Departamento de Comércio dos Estados Unidos que investiguem as práticas comerciais dos produtores de laranja brasileiros e imponham sobretaxas.

O pedido formal encaminhado ao Departamento de Comércio acusou os brasileiros de venderem suco congelado e concentrado de laranja nos Estados Unidos a preços 37% abaixo dos custos de produção, bem como o suco pasteurizado não derivado de concentrados a 78% inferiores ao custo de produção. Espera-se uma decisão das autoridades norte-americanas em cerca de 90 dias, disse Garcia.

"A verdade do que está ocorrendo é que o mercado americano de suco de laranja está caindo e eles estão procurando se defender", acrescentou. O Brasil é o maior produtor mundial de laranjas e há duas décadas os seus produtores penetraram no mercado da Flórida por meio da abertura de fábricas naquele estado.

Queda do consumo

Os plantadores da Flórida, segundo maior produtor mundial, vêm há anos enfrentando a queda do consumo do suco de laranja, em parte por causa das mudanças dos hábitos alimentares da população. De 1,1 milhão de toneladas de suco de laranja congelado e concentrado que o Brasil exportou no ano passado, 70% foram destinados ao mercado europeu, 15% aos Estados Unidos e 10% à Ásia, segundo Garcia. A expectativa de exportação para 2004 é de 1,3 milhão de toneladas.

Segundo o comunicado da Florida Citrus Mutual, a maior organização de produtores de cítricos do estado, os importadores venderam no último ano grandes quantidades de suco de laranja concentrado congelado do Brasil "a preços abaixo tanto dos europeus como de seus custos de produção". A Comissão de Comércio Internacional dos EUA e o Departamento de Comércio conduzirão uma investigação, que deve durar nove meses, segundo o grupo.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink